Para Ler, Ver e Ouvir!

segunda-feira, 25 de novembro de 2019

Meus Discos #17 – CD “Lifehouse”

Já falei aqui no blog sobre os dois primeiros álbuns do Lifehouse, No Name Face e Stanley Climbfall, respectivamente. No terceiro álbum da banda, simplesmente chamado ''Lifehouse'' lançado em 2005, temos algumas mudanças, saída de membros e que acaba trazendo um senso de renascimento.

Capa do álbum auto intitulado ''Lifehouse''

Tem várias canções do álbum que eu amo bastante. Desde o começo, a canção "Come Back Down", fica claro que Jason Wade voltou a uma abordagem mais melódica e poética nas composições. Na letra, o cantor diz ver alguém passar por momentos difíceis (“Você não precisa me dizer o que está passando / não serei eu quem te soltou”). Da mesma forma, a canção “Undone” promete: “Eu serei o único que estará esperando a qualquer momento que você caia.” Aqui fica claro, que sabendo que os membros da banda professam a fé cristã, essas músicas poderiam ser interpretadas como encorajamento de Deus.

A balada "You and Me", que virou um hit, celebra o amor jovem. Lembro de assistir Smallville e essa canção acabou tocando no episódio dezoito da quarta temporada, a proposito, Lifehouse faz uma participação tocando no baile de formatura dos personagens. As canções "Days Pass" e "We'll Never Know" recomendam abraçar a vida e correr riscos saudáveis. Jason Wade ainda dá uma palestra animada a um amigo cansado que precisa de uma desculpa para continuar (na canção "All in All") e luta contra as probabilidades longas (o "Chapter One", ao estilo Beatle). Talvez se referindo ao divórcio de seus pais, Jason Wade repreende um homem por trocar uma vida antiga por uma nova em "Walking Away" ("Acho que uma vida egoísta tem um custo").

Como disse antes, há mudanças na banda, Bryce Soderberg substituiu Sergio Andrade e Sean Woolstenhulme, mas a banda não perde nada em termos de positividade. É um álbum com músicas melódicas e emocionantes no gênero pop/rock que certamente atrai muitos ouvintes para a banda, especialmente as mulheres. Canções essas que não se tornam enjoativas, pois elas realmente apresentam profundidade em termos de composição e perfomance. Os vocais de Jason Wade são suaves, juntamente com os excelentes instrumentais. É um LIFEHOUSE mais atenuado, que pode te acompanhar no seu dia a dia. De fato, as músicas têm muitos ganchos que você se pegará cantando com elas durante o refrão, especialmente nas canções mais animadas (como ''Undone'').

Fique firme entre as provas da vida. Viva com ousadia e sem medo. Apoie um ao outro. Veja os erros como experiências de aprendizado. Esses temas recorrentes tornam este disco uma ótima opção para os jovens fãs do Lifehouse.

Ouça no Spotify!

SHARE:

Nenhum comentário

Postar um comentário

Blog Layout Designed by pipdig