Para Ler, Ver e Ouvir!

segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Insônia: 21 Séries Que Foram ao Ar nas Madrugadas do SBT

Quem nunca se pegou passando horas e horas em frente a televisão na madrugada, quando bateu aquela insônia? Numa época que os celulares não roubavam nossa atenção, a televisão nas madrugadas era uma verdadeira companhia. Acompanhei inúmeras séries de TV no SBT, séries policiais investigativas, sitcoms (as comédias), drama e muita coisa interessante que era exibida durante as madrugadas da emissora de Silvio Santos.

Resolvi criar essa lista relembrando 21 séries que foram ao ar nas madrugadas do SBT lá na década passada, pra resgatar também minhas memórias daquela época e relembrar essas incríveis produções que acabaram sendo esquecidas pelos streaming da vida (alô Netflix, Amazon Prime...).

Ilustração (Grey's Anatomy, Ugly Betty e Supernatural constam na lista)

Naquela época que sabia que era errado assistir tevê naquele horário. Bem, mesmo assim eu estava lá algumas noites acompanhando aquelas séries de TV que alternavam a exibição durante a semana. O SBT sempre mudava o horário das produções sem aviso prévio. Então dava pra ligar e sempre encontrar algo ''novo'' passando, pois nunca tinha hora fixa de começar e a série poderia ser substituída a qualquer momento. Esse método de ''grade voadora'' da rede me fez acompanhar muitas produções que eu até acabei esquecendo. Montar essa listar foi até divertida e nostálgica pois que acabei relembrando de muitos personagens, histórias e séries marcantes. Preparados? Então vamos lá!

Começando com uma das minhas favoritas...

1. Arquivo Morto
(Cold Case, 2003-2010)

Uma das minhas produções favoritas do gênero policial e investigativo e que já pode até ser considerada um clássico da TV nos anos 2000, com sete temporadas de sucesso, exibidas originalmente de 2003 a 2010. Estrelada por Kathryn Morris, como a agente Lily Rush, a série acompanha o trabalho da Divisão de Homicídios da Filadélfia responsável por solucionar crimes antigos – de anos ou até mesmo décadas atrás – não resolvidos.

Cada episódio termina com uma música diferente, relacionada ao tema abordado ou um dos personagens. Ao longo de sete temporadas, canções de Elvis Presley, Nirvana, Oasis, Fleetwood Mac, Journey, Aretha Franklin, Frank Sinatra e Carly Simon, entre outros, embalaram as emoções finais de cada caso apresentado.

Outra característica marcante de “Cold Case” são as cenas finais, que mostram as vítimas encontrando a paz – mesmo que no além. Esse, inclusive, é dos lemas de Lily: que a justiça seja feita e que nenhuma vítima seja esquecida. Para isso, ela lança mão de todo seu conhecimento, técnicas e recursos modernos e parte em busca de novas pistas para esses crimes. Ao mesmo tempo, Lily tem de lidar com as consequências emocionais dessas investigações, pois seu trabalho reabre velhas feridas, podendo levar os suspeitos a cometerem novos crimes.

Quando chega a um ponto sem saída em suas investigações, a detetive busca a orientação de seu respeitado mentor, John Stillman (John Finn), e do detetive Will Jeffries (Thom Barry), que estão na área há tempo suficiente para a auxiliarem na conexão com o passado.

O produtor executivo Jerry Bruckheimer ("CSI", "Without a Trace"), o novo rei das séries policiais, diz que a ideia de retomar casos arquivados é o grande diferencial de "COLD CASE": "Nós baseamos as histórias considerando como a solução ou não de um crime ocorrido há 20 anos irá mudar a vida das pessoas envolvidas". A série também abusa dos recursos de flashbacks para mostrar o que realmente aconteceu na época em que os crimes aconteceram. O que a torna excelente e diferente de outras séries do gênero. Recomendo muito!

Ahh, para quem quiser assistir a série novamente, ela voltou ao ar no canal A&E Brasil.

2. A Anatomia de Grey
(Grey's Anatomy, 2006-presente)

A série trata com um humor sutil as desventuras dos médicos na vida profissional e também no amor, amizade e sexo. Apesar de centrais, as histórias do corpo médico não deixam passar em branco os dramas vividos pelos pacientes.

Tudo começa quando a jovem Meredith Grey, filha da renomada cirurgiã Ellis Grey, é selecionada como interna do Seattle Grace Hospital. Farão parte da sua equipe de internos: a oriental e durona Christina, a bela Izzie e o tímido George. Eles se tornarão amigos... praticamente sua família!

Ainda fará parte do grupo o belo, imaturo, arrogante e impopular Alex Karev. Dentre seus superiores, está a Dra. Miranda Bailey, apelidada de "nazista" por sua rigidez e dureza com os alunos.

O time de cirurgiões aumenta com a chegada do "bonitão" Dr. Derek Shepherd, que passa a dividir as principais cirurgias com Dr. Preston Burke e com o dr. Richard Webber, cirurgião-chefe e administrador do hospital!

Quem não se lembra do SBT anunciando a série como ''novela americana''? Hahaha. Isso me atraiu e eu acabei acompanhando vários episódios. Pena que a série não teve duração da grade. Mudou de horário e eu acabei deixando de assistir.

Teve suas exibições também pelo canal Sony, mas não acompanhei por lá. Apesar de ter visto um ou outro episódio, mas sem ser regular.

A série continua em exibição e produção (sendo uma das poucas aqui que ainda não foi cancelada).

3. Ugly Betty
(Ugly Betty, 2006-2010)

Esta série produzida por Salma Hayek (“Frida” e “Os Fugitivos”) é uma adaptação da novela colombiana "Yo Soy Betty la Fea" e arrematou fãs do mundo todo com a história da jovem Betty Soares, órfã de mãe, que mora com o pai, Sr. Inácio, a sexy irmã Hilda e o sobrinho Justin!

A aparência de Betty não é o seu forte e chega a influenciar até mesmo na profissão. Em mais uma tentativa de conseguir um emprego, Betty vai à uma entrevista na famosa e badalada revista Mode. Aquele universo descolado e fashion a "dispensa" já na portaria... Para sua surpresa, ela recebe uma ligação do poderoso dono da revista, Sr. Bradford, que a contrata como secretária de seu mimado e mulherengo filho, Daniel. Bradford vê em Betty sua "aliada" para tentar transformar o garotão num homem responsável, a quem pudesse confiar sua empresa.

A forte, inteligente, determinada e otimista Betty se valerá dos seus valores pra tentar conquistar os fúteis, superficiais e resistentes colegas de trabalho!

Me amarrei na série. Estreou em um ótimo horário no SBT, mas como sempre, não durou muito e foi movida de horário. Cheguei a comprar as 4a temps pra assistir completa, depois acabei vendendo os discos. 

4. Plantão Médico
(ER, 1994-2009)

Plantão Médico é centralizado em jovens médicos do setor de emergência de um grande hospital de Chicago. A série mostra a realidade dos que trabalham na “linha de frente da medicina” (emergência), onde as pessoas mais necessitadas são atendidas por profissionais que recebem os menores salários e trabalham sem parar, sob enorme pressão, tendo que tomar decisões de vida e morte diariamente. A vida pessoal de cada um é afetada, e conciliá-la com o tumultuado cotidiano da profissão é o desafio que todos os médicos precisam enfrentar.

No seriado, os exaustos e mal remunerados residentes são os heróis do hospital municipal de Chicago, onde diariamente precisam tomar decisões diante de questões de vida ou morte. A equipe é formada por: Dr. Mark Greene, um médico titular, responsável pelo pronto-socorro, cujo promissor futuro acaba lhe custando o próprio casamento; Dr. Douglas Ross, um pediatra charmoso e que seduz mulheres compulsivamente; Dr. Peter Benton, um cirurgião seguro e extremamente severo consigo e com os que o cercam; o bem-intencionado Dr. John Carter, que ainda tem um ano a cumprir antes de ser um M.D.; Carol Hathaway, uma enfermeira competente e dedicada a seus pacientes, que ainda tenta reconstruir sua vida após uma tentativa de suicídio; Jeanie Boulet, a médica assistente portadora do HIV ; e a Dra. Kerry Weaver, uma médica titular forte e obstinada que costuma ser mal-interpretada pelos seus colegas em sua tentativa de ser competente.

5. Os Oblongs
(The Oblongs, 2001-2002)

"Os Oblongs" mostra a rotina de uma família esquisita que mora em Hill Valley, cidade produtora de remédios, cuja água é completamente tóxica e o ar muito poluído. Por esse motivo todos os personagens da série sofrem de alguma deformação física: Pickles, a mãe, é careca e extremamente magra; Bob, o pai, não tem braços nem pernas; Biff e Chipp, os filhos, são gêmeos siameses com três pernas e duas cabeças; Milo, um garoto de 8 anos, não tem defeitos mas tem todos os traumas conhecidos pela humanidade; Beth, a caçula, convive com uma protuberância na cabeça.

Assim, a série retratava as diferenças sociais, ressaltadas pela dicotomia entre os moradores de Hill Valley e os moradores do alto da colina. Todos os tipos de diferenças eram abordados: ricos e pobres, belos e feios, patrões e empregados, perfeitos e deformados etc. Deste modo, "Os Oblongs" fazia uma ácida e bem humorada crítica à sociedade atual.

 "Os Oblongs" estreou em 2005 no SBT, nas madrugadas de sexta para sábado, quando iam ao ar dois episódios por semana na faixa "Séries Premiadas" (depois virou "Tele Seriados"). Atualmente está fora do ar, mas a lembrança fica. Humor crítico, politicamente incorreto e delicioso!

6. Desaparecidos
(Without a Trace, 2002-2009)

Desaparecidos fala sobre um assunto fascinante e raramente visto na televisão: a busca por pessoas que desaparecem misteriosamente. Produzido pelo famoso Jerry Bruckheimer, mesmo produtor dos sucessos "CSI: Crime Scene Investigation" e "Black Hawk Down", Desaparecidos traz em seu elenco as estrelas: Anthony LaPaglia ("Murder One"), Poppy Montgomery ("Blonde"), Marianne Jean-Baptiste ("Spy Game"), Enrique Murciano ("Black Hawk Down") e Eric Close ("Now and Again")

Investigar os fatos após um crime ou um assassinato, significa entrar na mente do executor. Mas quando a vítima desaparece sem deixar rastros, a investigação é muito mais desafiadora. O trabalho requer a desconstrução da pessoa que está desaparecida e a construção de seus últimos momentos conhecidos. É aí que o brilhante trabalho da equipe do FBI de Pessoas Desaparecidas de Nova Iorque começa.

Essa força especial é liderada pelo agente Jack Malone, que usa de conhecimentos avançados de psicologia. No time de Malone estão a bela Samantha Spade, a brilhante Vivian Johnson, o apaixonado Danny Taylor e o novato Martin Fitzgerald. Juntos eles buscam pistas para descobrir o que ocorreu com as vítimas desaparecidas. Eles reconstroem o DDD: Dia Do Desaparecimento, focando em cada detalhe e em cada minuto das últimas 24 horas antes do misterioso desaparecimento da vítima.

7. Moonlight
(Moonlight, 2007-2008)

Há 60 anos, Mick St John foi transformado em vampiro pela própria noiva. Mesmo com todos os poderes adquiridos e sem ter grandes problemas com sol, alho ou até mesmo com estacas de madeira, Mick odeia ser vampiro, isso sem contar que ele sempre terá a aparência de um homem de 30 anos.

Ético e cheio de regras, Mick não se alimenta dos humanos e isso faz com que ele evite outros de sua espécie, confiando em apenas poucas pessoas, incluindo, o rico, malicioso e também vampiro Josef Koston. A maneira que Mick achou para ajudar os humanos, usando todas as suas habilidades sobrenaturais, foi como detetive particular.

Há 22 anos ele aceitou um caso que mudou totalmente sua vida, o seqüestro da garotinha Beth Turner. Seus caminhos voltam a se cruzar quando Beth já se transformou numa linda e ambiciosa repórter investigativa. Mick passa a dividir-se entre duas realidades, sua relação única com Beth e a luta contra mal.

Essa foi uma das surpresas que eu assisti quando liguei numa noite qualquer e sintonizei na emissora que tem torcida. Rs.

8. Oz: A Vida é uma Prisão
(Oz, 1997-2003)

Oz foi uma marcante série policial com grandes doses de drama da TV americana, tendo passado também aqui no Brasil, sendo transmitida pelo SBT.

Atrás dos muros da prisão de segurança máxima “Oswald Maximum”, apelidada pelos prisioneiros de OZ, está um bloco de reabilitação experimental, “Emerald City”, com alguns dos criminosos mais perigosos do estado. Em “Emerald City” a tensão é constante e os conflitos são gerados pelas várias facções e grupos étnicos que ali estão confinados.

Dentro da prisão OZ todo cuidado é pouco. No segundo ano da série, uma rebelião em “Emerald City” provocou o fechamento do local. Quatro meses depois, Macmanus conseguiu reabrir OZ e retomar as atividades de reabilitação de Emerald City, ao lado de uma equipe formada por Glynn, Diane, Gloria, Irmã Marie e o padre Mukada.

As disputas internas de OZ marcaram o terceiro ano da série. Tim Macmanus continuou a frente da direção de “Emerald City”, onde as disputas territoriais entre os detentos Beacher, Adebisi, O’Reily e Schillinger, mantinham o perigo e o terror existentes em OZ.

A vida nessa prisão era repleta de violência, estupro, manipulação e sadismo. Oz não era uma série para fracos de coração ou claustrofóbicos. 

9. Homens às Pencas
(Men in Trees, 2006-2008)

Encontrar um bom homem no mundo de hoje não é tão difícil como muitas mulheres imaginam. Você tem que apenas ver os sinais. A técnica em relacionamentos Marin Frist sabe o que procurar, o que evitar e o que irá fazê-la feliz. Como muitas fãs de seus dois livros best-sellers poderiam dizer, nós estamos no comando de nossa própria felicidade.

É justamente encontrar uma pessoa bacana ideal para um romance nos mais inusitados lugares é uma das deixas da série Homens às Pencas (Men in Trees, em inglês). A protagonista Marin Frist, conselheira de casamento e autora de uma série de best-sellers sobre o assunto, leva uma vida feliz até descobrir que foi traída pelo noivo. Ela, então, decide mudar de cidade e escolhe a remota Elmo, no Alasca, para refazer a sua vida. Conhece o local após fazer uma conferência sobre amor verdadeiro na cidade. O que ela não esperava é que houvesse vários homens disponíveis, algo que ela não procura no momento, nesse pequeno local. Mas com o tempo ela percebe que não vale a pena viver de olhos fechados e começa a apreciar o mundo ao seu redor.

10. Estética
(Nip/Tuck, 2003-2010)

A história da série mostra o cotidiano de um famoso cirurgião plástico, que trabalha em Miami (EUA) em uma badalada clínica ao lado de seu sócio. Enquanto o dinheiro e as belas mulheres continuam satisfazendo o especialista, ele se distancia da mulher e do filho e cria uma falsa imagem para a sociedade. Criada por Ryan Murphy, a série é, na verdade, um drama médico que mostra o lado negro desse mundo, onde as pessoas só se preocupam com a beleza exterior. E ainda retrata quanto esses valores estéticos podem tornar a vida dolorosa e patética.

A série ficou conhecida por suas cenas explícitas de cirurgias plásticas, desde trabalhos corriqueiros como intervenções no nariz ou nos seios a procedimentos cada vez mais na moda, inclusive rejuvenescimento vaginal, o que levou a indicações a prêmios para a equipe de maquiagem e próteses. Estética refletia a aceitação cada vez maior da cirurgia plástica, sem moralizações. Cada episódio levava o título do paciente que era tratado na semana.

Quando estreou, Estética foi a nova série de TV a cabo mais bem classificada nos EUA, e no seu auge o número de espectadores chegou perto de 6 milhões.

Da pra encontrar a série para assistir através do Globoplay (pena que o serviço é ruim, mas já é uma boa notícia para os fãs).

11. Sobrenatural
(Supernatural, 2005-presente)

Os irmãos Dean e Sam Winchester são órfãos de mãe. Ela teria morrido, de acordo com a história, por conta de uma força maligna. Desde então seu marido não se cansa de investigar o mistério por trás de sua morte. Enquanto Dean sempre ficou ao lado do pai e colaborou com as investigações sobrenaturais, Sam deixou a casa para entrar na faculdade de direito. O desaparecimento repentino do pai, porém, promove um reencontro entre os irmãos. A partir de então os dois irão se aventurar pelas estradas e darão de cara com uma série de criaturas de um universo paralelo.

Sobrenatural realiza o difícil truque de contar histórias apocalipticas a sério, mas sempre ciente do absurdo do tema. Em um mundo em que o fantasmagórico só costuma ser derrotado pela classe média, é refrescante ver dois heróis da classe trabalhadora botando pra quebrar e curtindo rock clássico.

Uma das séries de maior sucesso dos últimos anos. Lembro bem que a série estreou num domingo no SBT. De lá pra cá teve diversos horários na emissora, além de ter sido exibido em pleno horário nobre subindo a audiência da rede. Bom, atualmente a série caminha para sua temporada final, sendo a décima quinta temporada.

12. Em Nome da Justiça
(Close to Home, 2005-2007)

Drama com toques de suspense, que mostra de maneira convincente o subúrbio americano através dos olhos de uma jovem e agressiva promotora, Annabeth Chase. Ao longo dos episódios descobrimos o cotidiano da advogada Annabeth Chase, que acaba de voltar ao trabalho após o nascimento de sua primeira filha. Seu novo chefe, Maureen Scofield, está sempre a incentivando e também pressionando. Há também o advogado Steve Sharpe, um dos maiores incentivadores de Anna, mas morre de medo da repercussão de seus casos na mídia. Jack é o marido de Annabeth, é devotado à sua família, mesmo quando os desafios de Annabeth em conciliar suas novas responsabilidades como mãe com sua vida profissional combatendo o crime começam a afetar a vida deles.

O objetivo da série era mostrar que apesar de tudo, no final do dia ela sempre tinha um refugio, um lugar pra se sentir segura depois de um dia cansativo no trabalho. Estar com sua família era mais importante que qualquer condenação ou confissão. Enfim, ótima série que o SBT nos apresentou nas madrugadas. 

13. A Paranormal
(Medium, 2005-2011)

Protagonizada pela vencedora do 57º Emmy Awards de melhor atriz de série dramática, Patrícia Arquette ("Stigmata" e "Procurando Encrenca"), Medium, é uma série inspirada na história real de vida da médium Allison DuBois.

Em Medium, Arquette é Allison, que tenta buscar o equilíbrio entre a vida familiar e a habilidade que tem. Mãe de três crianças, esposa devota e estudante de Direito, percebe que possui o dom de falar com pessoas mortas, ver o futuro em seus sonhos e ler pensamentos.

Porém, temendo por sua saúde mental, seu marido, Joe (Jake Weber), engenheiro, passa a anotar todos os sonhos dela durante conversas no café da manhã.

Revelações, crimes que se resolvem em sonhos, assassinatos. Todos contados por mortos que se reúnem ao pé da cama de DuBois, para dar-lhe os detalhes mais intrigantes dos mistérios que antes pareciam não ter solução.

Com todos os relatos anotados, Joe propõe que ela os envie à jurisdição policial, contando as descrições dadas pelos 'visitantes-. Para surpresa de DuBois, ela é chamada ao Texas para encontrar seu caminho e ser a fiscal do Distrito, que agora vai contar com suas visões para colocar criminosos atrás das grades.

Medium foi inspirada vagamente em Não é preciso dizer adeus (2005), o livro de memórias de Allison Dubois, que dizia ter poderes mediúnicos e psíquicos e usava sua percepção extrassensorial para ajudar em diversas investigações criminais (embora a polícia contestasse sua alegações).

14. Divisão Criminal
(The Closer, 2005-2012)

Na série, grande sucesso nos Estados Unidos, Kyra Sedgwick é Brenda Johnson, uma detetive do departamento de polícia de Atlanta transferida para uma unidade especial de crimes hediondos em Los Ângeles. Apesar da aparência frágil, a detetive Johnsan tem um talento especial: por meio de seus métodos pouco ortodoxos, ela é capaz de obter confissões dos mais terríveis assassinos.

Brenda Johnson, uma mulher de meia idade, solitária e independente, é uma interrogadora da CIA com excelentes referências no departamento de polícia. Ela sai de Atlanta para se tornar a delegada-chefe da nova divisão de investigação criminal, comandada por Will Pope, em Los Angeles. Inicialmente, Brenda tenta lidar com os conflitos gerados pela equipe, até então comandada pelo capitão Taylor: o arrogante tenente detetive Provenza, o subordinado Sargento David Gabriel e Will Pope, com quem teve um romance no passado. Durante sua adaptação, Brenda irá contar com a ajuda do amigo e agente especial do FBI Fritz Howard, na investigação dos mais bizarros assassinatos.

Série fantástica que consegue aliar investigação policial séria e inteligente com um toque de humor. Atualmente segue em reprise no TNT Séries.

15. Invasão
(Invasion, 2005-2006)

Invasion, uma série sobre os insólitos acontecimentos em uma pequena cidade localizada no sul da Flórida, após a passagem de um furacão.

Na Flórida, famílias se preparam para uma tempestade devastadora, que esconde uma verdade decisiva sobre o destino da humanidade. Russel Varon, guarda florestal do parque nacional Everglades, é casado com Larkin Groves, uma jornalista determinada que trabalha como repórter local. Ele tem dois filhos, Jesse e Rose, com sua ex-esposa, a médica Mariel Underlay, atualmente casada com o xerife Tom. Russel é um céptico quando o assunto é Dave, irmão de Larkin, um maluco convicto da existência de vida extraterrestre, que tenta convencê-lo de que o furacão “Eve” foi uma armação para desviar a atenção de uma ameaça muito maior, investigando os bizarros ataques que levantam suspeitas na comunidade. Seres que se apossam do corpo dos habitantes criando uma nova raça, chamada por "híbridos"

A série teve apenas 1 temporada e acabou sendo cancelada. Lembro que assisti o episódio piloto umas 22h no SBT e gostei bastante, mas depois não cheguei a ver outros episódios, mas vale a menção aqui na lista.

16. Parceiros da Vida
(Third Watch, 1999-2005)

Third Watch é um intenso drama sobre a coragem e dedicação da polícia, paramédicos e bombeiros. Para eles, manter as ruas seguras e atender os pedidos de ajuda é um dia de trabalho.

Kim Zambrano e Bobby Caffey são paramédicos. Jovens e corajosos, trabalham juntos e são devotados às pessoas que ajudam. Eles contam com a ajuda de Monte 'Doc' Parker e seu parceiro Carlos Nieto. Juntos, eles enfrentam as tragédias diárias e vão além para ajudar as pessoas da comunidade. O bombeiro Jimmy Doherty é ex-marido de Kim e vive uma vida desregrada. Na delegacia, Maurice 'Bosco' Boscorelli’s é parceiro de Faith Yokas, uma mulher casada e mãe de dois filhos. O pensamento de Bosco se choca com o do veterano John 'Sully' Sullivan, que luta com a idéia de ter um novo parceiro, Ty Davis, filho de um ex-policial que foi morto trabalhando.

Foi produzida pelos mesmos produtores da famosa e premiada série Plantão Médico (que também faz parte dessa lista). Desta vez a história acontece na ante- sala da emergência, um lugar onde homens e mulheres dedicam seu tempo e sua vida para salvar a vida de outras pessoas. Um equipe que une experiência com solidariedade, amizade e companheirismo.

17. A Sete Palmos
(Six Feet Under, 2001-2005)

A Sete Palmos é uma série com toque de humor muito peculiar. Escrita pelo mesmo roteirista do premiado filme “Beleza Americana, A Sete Palmos mostra a ambiguidade da vida e da morte sob a perspectiva da excêntrica família Fisher, que possui uma empresa de serviços funerários.

Nathaniel Fisher, o patriarca da família, morre em um acidente de carro na véspera de natal. Na mesma noite, Nate, o filho mais velho, está voltando para casa. Além de precisar encarar a morte do pai, Nate terá que aprender a lidar com uma mãe submissa, um irmão mais novo que sempre trabalhou ao lado do pai e sua irmã caçula, uma adolescente em fase de rebeldia. Para complicar o dia – a- dia da família Fisher, Ruth Fisher, a matriarca, esconde um affair extraconjugal. Dave, o irmão do meio, é gay mas não assumiu para a família e Claire, a caçulinha, usa drogas quando está com seu namorado. O único lado bom da vida de Nate, neste delicado momento, é Brenda, uma mulher passional que ele conheceu no avião. O que ele não sabia era que a família de Brenda era tão complicada como a dele. Com a morte do Pai, Nate é obrigado a voltar para sua cidade natal, assumir a empresa funerária Fisher & Filhos ao lado de seu irmão e começar uma nova vida.

A Sete Palmos era sofisticada e centrada em seus personagens. Rompeu barreiras ao colocar a morte no centro da cena. As histórias semanais misturavam tramas longas e recorrentes com eventos supreendentes e chocantes envolvendo seus personagens. Ao mostrar que a felicidade e tristeza são dois lados da mesma moeda, a série foi inovadora, abrindo caminho para muitas das séries mais adultas e inteligentes a que assistimos nos dias de hoje.

18. The West Wing: Nos Bastidores do Poder
(The West Wing, 1999-2006)

O Presidente dos Estados Unidos e sua equipe na Casa Branca tentam equilibrar as necessidades do país com a realidade política de Washington, D.C., enquanto lidam com suas questões pessoais.

Com Martin Sheen como presidente dos Estados Unidos e Rob Lowe como seu assessor de imprensa, a ala oeste da Casa Branca, lugar estratégico de onde se conduz o destino da primeira nação do mundo deixará de lado o protocolo para dar lugar a uma política informal cheia de bom humor e lições profundas, as quais pessoas gostariam de ver aplicadas à vida real. Saiba mais sobre quem está por trás do presidente Josiah Bartlet, presidente dos Estados Unidos: Sam Seaborn é o Assessor de Imprensa; Mandy Hampton é a Consultora Política interpretada por Moira Kelly; Charlie é interpretado por Dule Hill; C.J. Gregg é a secretária de imprensa interpretada por Allison Janney; Vice-Presidente John Hoynes interpretado por Tim Matheson; Toby Ziegler é o Diretor de Comunicações interpretado por Richard Schiff; Leo McGarry é o chefe de Equipe interpretado por John Spencer; Josh Lyman é o Assessor Chefe interpretado por Bradley Whitford, entre outros.

Com diálogos rápidos, um elenco brilhante e uma visão otimista de políticas de alto nível, esta dramatização do funcionamento da Casa Branca conquistou os telespectadores. Embora tendesse a uma visão idealizada da política, a série criou modelos positivos para uma nova geração de políticos e um conjunto de personagens queridos, os quais você desejaria que realmente comandassem a Casa Branca. 

19. Nikki
(Nikki, 2000-2002)

Nikki era exibida nas madrugadas do canal no Séries Premiadas, eu lembro de ligar a tv no meio da noite e a série já estava em exibição e algumas vezes ainda iria começar, lembro muito bem de deixar o som da tv muito baixo para não acordar ninguém, pois eu teria escola pela manhã hahahha (saudades). Mas enfim, bora falar da série. O que acontece quando uma dançarina sexy e bem-humorada encontra um aspirante a lutador profissional, de nada mais nada menos, luta livre? Essa é a história de Nikki e Dwight, um casal totalmente fora do comum. Depois de um repentino encontro entre Nikki e Dwight na festa de despedida do rapaz, que estava indo para a faculdade, Nikki e Dwight decidem curtir a vida juntos.

Nikki (interpretada pela Nikki Cox) é uma garota de Nova Jersey, com grandes sonhos e ambições para o lar. Porém causa um certo desespero em sua sogra, a controladora Marion, quando convence o marido Dwight a largar a faculdade e partir com ela para Las Vegas. O casal dá inicio a uma nova vida em busca do estrelato e enquanto Nikki dança em um dos hotéis de Las Vegas, Dwigth treina luta livre.

20. Infelizes para Sempre
(Unhappily Ever After, 1995-1999)

Infelizes para Sempre era uma série no formato de uma sitcom centrada na família Malloy formada por Jack Malloy, um homem de meia idade, pai de três filhos, que vive estressado e deprimido com a sua vida e o seu trabalho de vendedor.

A trama é sobre Jack e Jennie Malloy que estão se separando e o filhos, os adolescentes Harry, Tiffany e o pequeno Ross, cada um a seu modo, não sentem nenhuma diferença na nova vida. As três crianças continuam morando com a mãe enquanto o pai tenta reconstruir a vida.

No dia da despedida, o pequeno Ross presenteou o pai com seu coelhinho de pelúcia, o simpático e estressado Dr. Floop, com quem Jack começa a “conversar”, também um alter ego de Jack, que gosta de fumar, beber e jogar e vive num sofá que Jack guarda no sótão da casa. Como efeito de uma progressiva esquizofrenia de Jack, ele passa a conversar com Dr. Floop, pede conselhos ou simplesmente para reclamar e criticar sobre o mal que assola o mundo em geral.

Acostumava acordar bem cedo e assistia alguns episódios da série, exibida em meados de 2003. Não acompanhei muito, apenas alguns episódios, mas vale a menção aqui pela nostalgia da lista.

21. Reunião
(Reunion, 2005-2006)

Série que mostrou a  relação entre seis amigos ligados não só pela amizade, mas também por um assassinato que marcará cada um dos personagens por toda a vida. 

A trama narra a vida de seis amigos, Samantha, Carla, Craig, Will, Aaron e Jenna. Cada episódio corresponde a um ano de suas vidas, desde a formatura deles no colegial, no ano de 1986 em Bedford, Nova York, até o reencontro da turma 20 anos depois, quando um deles acaba assassinado. Após o crime, um detetive passa a investigar qual dos cinco amigos teria motivos para assassinar o colega. Com as investigações, uma séria constatação: todos são suspeitos. 

Reunião foi cancelada com 9 episódios nos Estados Unidos sem ter um desfecho. Inicialmente foram 22 episódios planejados, sendo que, posteriormente apenas 13 deles foram anunciados. Devido a sua baixa audiência, apenas 9 episódios acaram indo para o ar. Na versão exibida pelo SBT, Reunião recebeu um desfecho narrado que revelou o culpado do crime, no caso, Russell, que não aceitava o fato de Sam ter tido uma filha com Will. Fato inédito.

Reunião era uma mistura de drama e suspense, com histórias de amor e perda, decepção e esperança, sonhos e desejos.

-

Ufa... parece que chegou ao fim, não é? Lembro que assistindo um episódio de uma série e outra eu ficava com um misto de medo e receio de alguém acordar e me pegar assistindo televisão naquele horário. O medo também era o fato de eu ter que ir a aula pela manhã e ficar com sono em sala de aula.

Agora, sobre as séries: totalmente esquecidas. Algumas e outras ainda dá pra encontrar para baixar online. Mas outras, há anos sem reprises e sem lugar para assistir novamente. É como falei mais acima, algum streaming poderia buscar essas produções mais antigas e inserir em seus catálogos, mas acho que isso não é interessante para eles, visto que o interesse maior são em produções novas para chamar mais clientes. Mas quem sabe poderia chamar mais clientes a base da nostalgia por incluir essas produções lá? Não é mesmo? Confesso que o Amazon Prime me chamou a atenção justamente por isso, muitas produções da década passada podem ser vistas por lá. Espero que outros streaming tenham essa mesma ideia.

Enfim, encerro por aqui. Até mais!
SHARE:

Nenhum comentário

Postar um comentário

Blog Layout Designed by pipdig