Para Ler, Ver e Ouvir!

quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Filme #160 – Harry Potter E A Pedra Filosofal (Harry Potter And The Sorcerer's Stone, 2001)

Começa a magia

Ao completar 11 anos, Harry Potter descobre que é órfão de um casal de bruxos e que tem poderes mágicos. Logo começa a maior aventura de sua vida, na Escola de Hogwarts, onde ganha amigos fiéis e descobre a verdadeira história por trás da morte de seus pais. Baseado no primeiro livro da série Harry Potter, escrita por J.K. Rowling.

Harry Potter And The Sorcerer's Stone, 2001

Quem nunca quis receber a sua carta de Hogwarts aos onze anos de idade? Quem nunca sonhou em praticar feitiços ou jogar quadribol? É difícil encontrar uma saga que tenha marcado tanto uma geração quanto Harry Potter. E a chave para todo o sucesso foi a genialidade e criatividade de J.K. Rowling, autora de todos os livros, que a tornaram uma das maiores estrelas literárias de todos os tempos. Ao longo de sete livros, a escritora construir uma história muito bem desenvolvida, estruturada em bases fortes e relacionáveis a muitos públicos, realmente envolvente.

O primeiro filme da saga, Harry Potter e a Pedra Filosofal (Harry Potter and the Sorcerer's Stone, no original) dirigido por Chris Columbus, lançado em 2001, nos introduz a esse universo mágico, contando a história de um menino órfão de dez anos, que vive em Londres com seus tios desprezíveis e com o primo que o inferniza diariamente.  

Harry (interpretado por Daniel Radcliffe) é um menino órfão de dez anos que mora com os tios Válter e Petúnia e seu terrível primo Duda. Maltratado pelos parentes, o garoto dorme em um armário que fica embaixo da escada, além de apanhar do primo o tempo inteiro. Em seu aniversário de onze anos, uma coisa estranha acontece: ele é levado por um atrapalhado gigante até a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. Lá ele conhece Hermione (interpretada por Emma Watson) e Ron (interpretado por Rupert Grint). Mal sabia ele que, ainda bebê, havia derrotado o cruel e temido Voldemort – e que este aguardava a vingança.

Logo nas primeiras cenas somos levados na rua dos Alfeneiros, onze anos antes, com Dumbledore, McGonagall e Hagrid depositando o pequeno Harry na casa dos tios. Depois há um salto no tempo. O clima do filme é infantil, afinal o protagonista tem apenas 11 anos. Então, os perigos na história não ficam tão claros, Voldemort é apenas um nome impronunciável que Harry ainda não tem noção do quão maléfico pode ser. Apesar de que somos apresentados a cicatriz de Harry em formato de raio na testa e isso aí já da pra imaginar o que pode vir mais a frente. E justamente por ter sobrevivido ao assassinato de seus pais, isso o torna tão famoso na comunidade bruxa, sendo conhecido como “o menino que sobreviveu”, ao mesmo tempo em que o vilão desapareceu após a fatalidade. O que todos temem, no entanto, é que ele não esteja morto, e sim apenas preparando seu retorno de modo triunfal e catastrófico.

Conheci o filme em 2002 quando a operadora de tevê por assinatura Sky fazia a venda do filme em seus canais premium. Então eles geralmente colocavam 5 minutos do inicio do filme, foi aí que descobri ''Harry Potter'' e pensei “Que filme legal!”. Lembro que quando chegava na cena em que Harry encarava uma cobra em um zoológico com seus tios e o primo chato, a operadora acabava cancelando o sinal e eu ficava apenas com o gostinho de quero mais, quero mais assistir. Só fui ver o filme tempos depois.

Harry Potter e a Pedra Filosofal é um ótimo começo do universo de J.K. Rowling, emociona quem cresceu lendo a obra original, aguça a curiosidade para quem quer conhecer o restante da história e traz um apetite insaciável para filmes de fantasia, o que justifica todo o sucesso que fez ao redor do mundo, criando milhões de fãs que permanecem fiéis até hoje a esse universo de magia e bruxaria. Porque, na verdade, é muito mais do que uma história de magia para crianças. É uma história sobre perda, amadurecimento, transformações e, acima de tudo, o poder do amor e da amizade, tudo o que precisamos nesse mundo trouxa em que vivemos. Recomendo!
SHARE:

Nenhum comentário

Postar um comentário

Blog Layout Designed by pipdig