Para Ler, Ver e Ouvir!

sábado, 12 de outubro de 2019

20 Atrações Exibidos na TV Globinho Que Deixaram Saudades

Continuando com o especial Dia das Crianças aqui no blog, decidi recordar a TV Globinho. Uma atração infantil infantil da Rede Globo que transmitia diversos desenhos animados no período das manhãs. Ela marcou a infância de muitos pessoas que, hoje, já se encontram na fase adulta. Ela ainda é lembrada com muito carinho, especialmente pelo fato de ter exibido tantos desenhos bons. E quando o assunto são os nomes das animações, rapidamente vem à mente títulos como Dragon Ball, Digimon, As Aventuras de Jack Chan, Caverna do Dragão, entre outros. Acontece que, esses são nomes bem populares e lembrar deles não chega a ser um desafio.

Por isso, separo nessa lista, 20 atrações, entre eles desenhos animados e séries de TV que apenas os fortes vão conseguir lembrar de seu nome. Preparados? Simbora!

Animações

1. Digimon
(Digimon Adventure, 1999-2000)

Digimon conta as aventuras de sete crianças: Taichi "Tai" Kamiya, Yamato "Matt" Ishida, Sora Takenouchi, Koushiro "Izzy" Izumi, Mimi Tachikawa, Joe Kido, e Takeru "T.K." Takaishi estão em um acampamento de verão quando, inesperadamente, uns estranhos aparelhos caem do céu - os digivices (digital devices ou dispositivos digitais) e elas são transportadas para o Mundo Digital (Digimundo), mais propriamente para uma ilha conhecida como Ilha Arquivo. Cada uma das crianças conhece um digimon que se torna seu companheiro. Para tentarem regressar a casa, as crianças percebem que existem digimons bons e digimons maus. Eles iniciam uma luta contra os inimigos que pretendem dominar o Digimundo com a força das trevas, contando com a ajuda dos seus digimons que, com o passar do tempo, se tornam mais poderosos e conseguem se converter em criaturas maiores e mais fortes.

Um dos meus favoritos, por isso decidi começar a lista com ele. O desenho trouxe outras temporadas, Digimon 2, Digimon 3 e assim vai... mas nada superou sua primeira temporada. Na minha opinião as outras temporadas nunca tiveram o encanto da primeira. Teve também um filme, que chegou a chamar minha atenção. Preciso mencionar também as canções do desenho que eram muito bem produzidas e apesar de não entender a língua cantadas, sentíamos as emoções ligadas as cenas e a canção de fundo. Muito bom. Nostálgico. 

2. Caverna do Dragão
(Dungeons & Dragons, 1983-1985)

Um desenho que fez bastante sucesso foi a turma de Caverna do Dragão. A história do clássico programa infantil mostra as aventuras de seis jovens que por acidente entram numa nova dimensão e se deparam com seres estranhos. Mas, também tem o lado positivo: eles conhecem o Mestre dos Magos, que a todo tempo os auxiliam com sua sabedoria para fugir do Vingador, o maior de seus inimigos.

Baseada no homônimo RPG, foi um sucesso estrondoso por aqui, mas não podemos dizer o mesmo lá nos EUA, onde a série acabou sendo cancelada sem um final. Ao todo, possui 27 episódios e foi exibida entre 1983 e 1985 pela rede americana CBS e no Brasil pela Globo. Nos últimos anos, a série tem sido alvo de especulações de que poderia, enfim, ganhar uma nova versão. Mas até hoje nada foi confirmado.

Uma das melhores séries de animação de todos os tempos. O fato de não ter tido um final não tira o seu mérito. É uma animação feita para crianças, mas que não deixa de agradar os adultos por causa dos seus bons roteiros. Essa primeira temporada fez uma boa apresentação dos seus personagens e garantiu o interesse para a continuidade da série. Todos os personagens são bons, mas o Eric e Presto são demais, impossível o cara não se divertir com esses dois figuras. A dublagem brasileira tem seu mérito e foi feita na época de ouro do saudoso estúdio Herbert Richers e é uma das melhores em questão de desenhos, destaque para mestre Orlando Drummond barbarizando, assim como ele barbariza no reino, no Vingador. Por fim, foi um dos desenhos mais antigos que a Globo ainda exibia durante a década de 2000. Um dos favoritos também da minha mãe. Aprendi a gostar e me divertir com essa turma.

3. He-Man
(He-Man and the Masters of the Universe, 1983-1985)

Outro clássico que marcou a infância de muita gente aí. He-Man vivia no planeta Etérnia, um mundo aparentemente medieval e cheio seres mágicos, mas repleto de tecnologias avançadas. Enquanto o planeta é comandado pelo justo rei Randor, o vilão Esqueleto tenta dominar o castelo de Grayskull, e assim ter o controle de todo o universo, que é protegido por He-Man. Após receber da Feiticeira de Ethérnia, uma poderosa e mágica espada, o Príncipe Adam se transforma em He-Man, o homem mais forte do Universo. Agora ele, com a ajuda de seu fiel companheiro Gato Guerreiro, terá que enfrentar o perverso Esqueleto e seus comparsas.

Além da série animada, He-Man é um personagem principal de uma linha de brinquedos, ele se encontra presente em uma serie de histórias em quadrinhos. Com o sucesso da animação dos anos 80, logo vieram dois filmes e diversos consoles de videogames.

4. She-Ra, A Princesa do Poder
(She-Ra: Princess of Power, 1985-1986)

Mais um clássico na lista. She-Ra, A Princesa do Poder, uma versão feminina da série de animação televisiva He-Man e os Mestres do Universo.

Tudo começa quando o planeta Ethéria está nas mãos do terrível feiticeiro Hordak, e quem comanda seu exército é Adora. No entanto, o que essa jovem não sabe é que enquanto era bebê, Hordak a roubou de outra dimensão, lhe separando de seus pais Rei Randor e Rainha Marlenna e de seu irmão gêmeo He-man.

Em outra dimensão, no planeta Ethérnia, a Feiticeira, guardiã do Castelo de Grayskull, desperta-se de terríveis pesadelos e diante dela está uma espada idêntica à do herói He-Man. A espada atraí a protetora do castelo até um portal dimensional, o qual nunca tinha sido aberto antes.  Convocado pela Feiticeira por telepatia, o príncipe Adam recebe a missão de atravessar o portal dimensional, indo assim para outro mundo entregar a misteriosa espada à sua verdadeira dona, sua irmã Adora. Ao descobrir toda sua história, Adora começa a combater as forças do mal de Hordak, e se unir a rebelião de refugiados na Floresta do Sussurro sob o comando da princesa do reino de Lua Clara chamada Cintilante.

Chegou no Brasil em 1986, sendo transmitida pela Rede Globo através ao longo dos anos. Recentemente foi exibida pelo canal Gloob e ganhou nova versão pelo serviço de streaming Netflix.

Animações

5. Bob Esponja
(SpongeBob SquarePants, 1999-atualmente)

Bob Esponja é uma esponja do mar quadrada e amarela, que vive no Oceano Pacífico, e tem um caramujo como animal de estimação.

Bob mora dentro de um abacaxi e vive perturbando seu vizinho mal-humorado, o Lula Molusco. Suas principais características são ingenuidade, inocência, otimismo e criatividade. Com forte tendência natural a se envolver em confusões, apronta todas ao lado do melhor amigo Patrick, uma estrela-do-mar, e da esquilinha surfista Sandy Bochechas, sua paixão platônica.

O sonho de Bob Esponja é ser o melhor chapeiro do Oceano e graças ao seu emprego no Siri Cascudo, ele o realiza diariamente fritando os melhores hambúrgueres da região! Ele é o morador mais otimista e satisfeito da Fenda do Bikini, mas não consegue se manter longe de confusões. Sempre com a melhor das intenções, ele acaba causando os maiores desastres. Mesmo assim, seu entusiasmo nunca deixa que ele pare de ver o lado bom das coisas!

Exibido nas manhãs da Globo por anos, um dos maiores sucessos da Nickelodeon atualmente e ainda em produção. Já deu origem a filmes, jogos, diversos produtos etc. 

6.  W.I.T.C.H.
(W.I.T.C.H., 2005-2008)

Uma animação que combinou comédia, realismo e fortes emoções. Na história, cinco adolescentes sempre se vêem envolvidas em aventuras que podem mudar suas vidas para sempre.

Essas cinco garotas (Will, Irma, Taranee, Cornelia e Hay Lin) descobrem que são a nova geração de um antigo e honrado grupo, o dos Guardiões, e cada uma delas tem um poder latente: energia, água, fogo, terra e ar. 

As garotas levam uma vida dupla, na escola e defendendo o planeta do maligno príncipe Phobos do reino de Meridian, de um universo paralelo ao nosso. W.I.T.C.H., palavra que inglês significa bruxa ou feiticeira, é um acrônimo das iniciais das cinco garotas.

A animação foi produzida como animação tradicional (bidimensional), num estilo que lembra os animes, e é voltada para meninas e meninos de 6 a 11 anos de idade.

Para quem não conhece, W.I.T.C.H., foi originada das revistas, que até então naquela época publicada em 20 países, foi uma das revistas mais vendida na Europa e a quarta maior publicação do mundo, em termos de vendas internacionais. Todo esse sucesso, originou a animação que rendeu duas temporadas em 52 episódios produzidos.

7. Três Espiãs Demais
(Totally Spies!, 2001-2013)

Três Espiãs Demais é um animação de meia hora de ação-comédia de ritmo rápido, alta energia, estrelando três típicas adolescentes de Beverly Hills têm um trabalho nada comum: são agentes secretas da WOOHP- a Organização Mundial de Proteção Humana. São elas Clover, Alex e Sam e enfrentam vilões perigosos e uma tecnologia super vaidosa, porque nunca se pode subestimar um bom acessório. Inteligentes e valentes, nossas espiãs devem conciliar suas missões para salvar o mundo com suas outras preocupações: fazer suas tarefas escolares ou achar o vestido perfeito para a festa de sexta. Porque, para elas, lutar contra o crime não é desculpa para ter as unhas maltratadas.

Talvez seja um dos desenhos mais populares também desses aqui mencionados. Ainda hoje posso assistir algum episódio da série, disponível pela Netflix com sua dublagem clássica dos tempos do canal Fox Kids. Mesmo depois de velho, a série não deixou de ser legal para mim.

8. Martin Mystery
(Martin Mistery, 2003-2006)

A animação é uma adaptação para as telinhas da HQ italiana Martin Mystère. No desenho animado, Martin é mostrado bem mais novo, numa tentativa de tornar a clássica personagem mais próxima dos jovens.

Na nova versão, Martin Mystery e sua parceira Diana Lombard trabalham para a organização secreta O Centro, dedicada a proteger a Terra dos extraterrestres e ameaças sobrenaturais. Entretanto, nem todo mundo que trabalha na organização é humano. O pequeno Billy, de pele verde, é um dos melhores amigos de Martin na organização, mas permanece apenas nos bastidores. Quem dá uma força nas missões é Java, um homem das cavernas de 200 mil anos, que trabalha na cafeteria da escola de Diana e Martin. É isso aí. Além de salvarem o mundo, os jovens aventureiros precisam estudar se quiserem continuar na escola.

Da mesma produtora de ''Três Espiãs Demais'' eu amava muito e me divertia bastante com o Martin e sua irmã Diana. Foi exibido também na Nickelodeon.

Animações

9. As Aventuras de Jackie Chan
(Jackie Chan Adventures, 2000-2005)

Estrelando o superstar internacional Jackie Chan! Esse desenho combina animação com comédia para criar uma série de aventura-ação como nenhuma outra. O show se inicia com o experiente arqueologista Jackie sendo recrutado por uma agência paralela do governo para descobrir uma antiga conspiração. Tendo sua sobrinha de 11 anos como companheira nesta ousada aventura, a missão de Jackie envolve a localização de 12 talismãs espalhados ao redor do mundo, cada um possuindo poderes assombrosos. Esta missão perigosa remete Jackie em uma corrida contra o relógio uma vez que figuras experientes em artes marciais aliados com o crime tentarão impedi-lo a todo momento.

A série descreve uma forma fictícia dos filmes de Jackie Chan. Muitos episódios contêm referências aos trabalhos atuais de Chan. A série é composta por muita luta, inspirada no próprio Jackie Chan e também ficção, já que o personagem "Tio" utiliza magia em muitos casos.

10. Dragon Ball (Clássico, Z e GT)

Dragon Ball é originado dos quadrinhos. A série conta a história de Goku, um menino que adora artes marciais e que sai em busca das sete esferas do dragão com a sua amiga Bulma. Ao logo dessa jornada, Goku faz diversos amigos e enfrenta vilões.

O sucesso no Brasil foi tão grande que a TV Globinho exibiu também as temporadas seguintes do clássico Z e GT. Foi uma febre geral!

Amava assistir muito pelo Cartoon Network nos fins de tarde, mas cheguei a acompanhar também nas manhãs da Globo. 

11. Medabots
(メダロット, 1999-2000)

Num futuro próximo, todas as crianças têm seus robôs de estimação: os Medabots. Cada Medabot tem inteligência artificial, uma medalha de personalidade e armas variadas para competir entre si nas Cyberlutas. A cada quatro anos se dá um Torneio Mundial ambicionado por todos os participantes das Cyberlutas. Ikki, garoto de 9 anos, que sonha ser vencedor, um dia encontra uma nova medalha e seu robô ganha superpoderes.

Acompanhei primeiramente na Fox Kids e depois pela TV Globinho. Amava!

12. Hamtaro
(とっとこハム太郎 Tottoko Hamutarō, 2000-2006) 

Quem disse que tamanho é documento? Os Ham-Hams podem até ser pequenininhos, mas são o máximo! Também, uma turma que tem um hamster esperto e valente como o Hamtaro, de líder, só pode viver numa eterna aventura! Tudo começa quando Laura, a dona de Hamtaro, muda de casa. Quando ela resolve passear, o danadinho aproveita pra explorar o local e acaba esbarrando com uma galerinha da pesada! E assim começa a história dos Ham-Hams, que tem bagunça, muitas trapalhadas, grandes descobertas e até uma pitada de romance! Você vai se divertir muito com essa turminha!

As histórias de "Hamtaro", um hamster valente e curioso, marcou a infância de muita gente que cresceu na década de 2000. As histórias são baseadas no livro de Ritsuko Kawai sobre as experiências que teve com seu hamster de estimação.

O desenho foi um grande sucesso de público nos Estados Unidos e no Japão, e por aqui no Brasil não foi diferente. Foi um sucesso também. Lembro até que meninas da escola usavam cadernos com ilustrações do desenho.

Passava nas manhãs do Cartoon Network, mas depois que foi exibido na TV Globinho virou uma febre geral.

Animações e Séries de TV

13. Stuart Little
(Stuart Little, 2003)

O desenho exibido aos sábados pela manhã ainda fica na minha memória, o motivo? Eu amava esse ratinho branco! E para quem não sabe, Stuart é um ratinho de 10 centímetros de altura que foi adotado por uma família de humanos que tem crianças, gatos e tudo mais.

Só que coisas que podem ser triviais para um humano, como atravessar uma rua ou fazer uma ligação no telefone, para um roedor minúsculo se tornam uma verdadeira aventura.

Além da TV Globinho, a Nickelodeon também costumava exibir o desenho.

14. Uma Robô Adolescente
(My Life as a Teenage Robot, 2003-2009)

A série gira em torno de Jenny, o único robô feito no mundo no modelo XJ9. Sua mãe e criadora, Mona Wakeman, utiliza toda a sua experiência científica criando recursos para exterminar os vilões do planeta Terra. Dessa forma, trouxe Jenny à vida e agora tem de lidar com uma filha robô com poderes inigualáveis e que, ainda por cima, está na puberdade. Ao mesmo tempo em que mostra a vida de uma super-heroína com poderes para salvar tudo e a todos, retrata a importância da amizade, e como um adolescente pode lidar com suas vontades, potencialidades e obrigações também.

Ela tratou de diversos assuntos comuns entre os adolescentes, entre eles: a puberdade, que roupa usar para o baile, relacionamentos amorosos, inveja, etc. A personagem tinha uma grande vontade de se tornar humana, para poder viver como os outros adolescentes, fazendo com que ela tenha uma grande similaridade com o conto Pinóquio, embora não se saiba se o criador da série se inspirou no conto.

15. Power Rangers
(Power Rangers, 1993-atualmente)

Bem, os Power Rangers, né? Dispensa apresentações. Atualmente é ainda produzida, porém não acompanho mais, não gostei dos rumos que a série tomou. Achei o filme chato e cansativo. Talvez feito mesmo para essa nova geração.

Estes jovens estudantes encarnam os conceitos de idealismo, coragem frente ao perigo externo e luta sem tréguas por um ideal. E lá vão eles, salvar o mundo mais uma vez!

Uma das minhas temporadas favoritas foi ''Power Rangers: No Espaço''.

16. iCarly
(iCarly, 2007-2012)

Simplesmente uma das maiores sucessos do canal Nickelodeon e praticamente a única das séries deles que passou da quarta temporada. ELA TEVE SETE, S-E-T-E. Com um elenco super talentoso nos papéis da Carly (Miranda Cosgrove), Sam (Jennette McCurdy), Freddie (Nathan Kress), Spencer (Jerry Trainor) e Gibby (Noah Munck), a série fala sobre esses jovens super engraçados e o programa da internet, o ICarly.com. O seriado recebeu diversos prêmios e teve várias participações especiais. 

Na série, Carly e sua melhor amiga Sam se juntam para fazer um programa exibido ao vivo e on line, com ajuda de Freddie (vizinho e apaixonado por Carly) na produção técnica. Pode-se dizer que eles foram os pioneiros nesse assunto de vlog, né? Eles mesmos filmavam, editavam, criavam os quadros e escreviam os roteiros. Eu achava isso bem bacana e até queria fazer com alguns amigos, mas faltava a coragem mesmo rs.

A série gerou um spin-off chamado ''Sam & Cat'' a personagem Sam de iCarly e Cat a personagem de Victorious (Brilhante Victoria, mas eu não assisti). Que por sinal foi bem ruim e eu nem acompanhei direito.

Séries de TV

17. Kenan e Kel
(Kenan & Kel, 1996-2000)

Quem gosta de refrigerante de laranja? KEL GOSTA DE REFRIGERANTE DE LARANJA! ''Kenan e Kel'' foi estrelado por Kenan Thompson e Kel Mitchell. Eles eram da série ''All That'' também da Nickelodeon, porém eu não lembro de assistir essa série. Kenan e Kel era um dos melhores programas de comédia da antiga Nickelodeon, trazendo uma dupla de amigos extremamente engraçados, quase uma versão humana de Pinky e Cérebro.

A série era divertida e realmente tinha graça, fazia jus ao gênero comédia. Kenan e Kel estavam sempre tramando alguma coisa. Kenan acreditava que ele podia conseguir o que quisesse, desde que tivesse duas coisas: seu amigo Kel e algum plano mirabolante! Infelizmente, essa combinação letal geralmente significava problemas para os dois. 

Acompanhava a série geralmente pela Nickelodeon, mas até cheguei acompanhar alguns episódios pela TV Globinho lá por meados de 2005.

18. Zeke & Luther
(Zeke and Luther, 2009-2012)

“Zeke e Luther“ conta as aventuras dos amigos de infância que sonham em se tornarem os melhores skatistas do mundo. Esta será uma jornada que irá mostrar os movimentos mais radicais, as maiores e melhores competições, além de uma visita à cidade natal do maior ídolo da dupla, Tony Hawk.

A série foi estrelada pelos atores Hutch Dano (Zeke) e Adam Hicks (Luther) com três temporadas e 72 episódios. Eu gostava muito, cheguei assistir uns episódios no canal Disney XD e depois na TV Globinho em meados de 2011, sempre quando chegava da escola.

19. Aaron Stone
(Aaron Stone, 2009-2010)

“Aaron Stone” conta as aventuras de Charlie Landers (Kelly Blatz), o maior pontuador do video game “Hero Rising”, um jogo online em que seu avatar, Aaron Stone, defende o mundo de sete membros malignos da equipe Omega.

Devido ao seu bom desempenho, Charlie é procurado pelo criador do game, o milionário recluso T.Abner Hall, que lhe conta um segredo. O jovem descobre que os vilões são reais e recebe a missão de dar vida ao seu avatar e lutar contra os criminosos. Para ajudá-lo, T. Abner propõe ao menino uma parceria com S.T.A.N – Sentient Tactical Assisting Neo-Human – (J.P.Manoux), um andróide que o guia e aconselha pelo mundo virtual.

A série teve apenas duas temporadas produzidas. Eu gostava de assistir também e merece entrar nessa lista.

20. Zack & Cody: Gêmeos A Bordo
(The Suite Life on Deck, 2008-2011)

“Zack & Cody: Gêmeos a Bordo” traz Zack e Cody embarcando a bordo do S.S. Tipton, um luxuoso cruzeiro que pertence ao pai de London Tipton. A embarcação percorre o mundo levando turistas e estudantes da escola Seven Seas, a única que o pai de London considera capaz de fazer de sua filha a melhor aluna. Em alto-mar, Zack e Cody continuam se metendo em confusões, e London aprende a viver com muito menos luxo. Dentre outras tragédias, ela tem de dividir uma cabine muito pequena com Bailey, uma menina do campo, vinda do Kansas.

O navio viaja ao redor do mundo para nações como Itália, França, Grécia, Índia, Suécia e Reino Unido, onde os personagens experimentam diferentes culturas, aventuras e situações.

Eu até curtia a série, achava mais divertida que a série anterior dos gêmeos, a Zack & Cody: Gêmeos em Ação

(bônus) Bambuluá

Aproveitando o post, quero relembrar uma memorável atração que também foi ao ar nas manhãs da Globo: Bambuluá da Angélica. Protagonizada por Angélica, interpretando ela mesma, e por Pedro Vasconcelos, no papel de Bruck, a atração conta a história dos Cavaleiros do Futuro, protetores de Bambuluá, também chamada de Cidade dos Sonhos, que combatiam o Senhor Dumal e seus comparsas de Magush, a Cidade das Sombras. A principal intenção do Senhor Dumal é invadir e dominar a cidade de Bambuluá para se vingar do Mago Tchilim, que o criou e contra o qual se revoltou. Os habitantes de Bambuluá são chamados de sonhonhocas, e os de Magush são denominados sombrios. A gangue de adolescentes de Magush, liderada pelo inescrupuloso Morcegão, é a principal inimiga dos Cavaleiros do Futuro, cujo líder é o jovem Deco.

Bambuluá com Angélica

Além disso, tinhamos também quadros e os desenhos animados dentro do programa ''Bambuluá'' como Digimon, Power Rangers, As Tartarugas Ninjas, etc., além da própria TV Globinho que fazia parte da atração. 

Um dos quadros que eu mais gostava era ''As Aventuras de Zeca e Juca'' que contava as histórias de Zeca, de 12 anos, e de Juca, de 10 anos, dentro de um submarino. Zeca era o ajudante de terra do Capitão, um grande navegador que passava o tempo pesquisando e catalogando as espécies submarinas. Zeca morava no cais de Bambuluá e preparava as viagens do Capitão, comprando mantimentos e fazendo a manutenção de equipamentos. Com seu companheiro Juca, enfrentava várias aventuras em suas viagens, que envolviam desde problemas técnicos com o submarino até os mais inacreditáveis perigos do fundo do mar. O quadro era apresentado diariamente, com duração de cinco minutos. 

O programa teve inicio em 2000 e foi encerrado em 2001, sendo substituído pela TV Globinho.

-

Em 2015, a TV Globinho teve o seu fim decretado. Na época, fãs do infantil lamentaram nas redes sociais pedindo a volta do programa. E ainda hoje é motivo de protesto, muitos até brincam sobre como as coisas mudaram (para pior) pelo fato da atração ter saído do ar. Da pra acreditar?

Mas calma galera, muitas dessas produções, tanto os desenhos animados como as séries de TV da pra encontrar pela net e matar aquela saudade. Só que nada substitui a sensação de acordar cedinho, deitar no sofá com um copinho de nescau e um pãozinho quente e ligar a TV e assistir aqueles desenhos que nos consumia horas e horas, não é verdade?

Enfim, encerro aqui o post. Feliz dia das Crianças!
SHARE:

Nenhum comentário

Postar um comentário

Blog Layout Designed by pipdig