Para Ler, Ver e Ouvir!

sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Filme #139 – Redenção (Machine Gun Preacher, 2011)

A esperança é a maior arma de todos

Gerard Butler estrela este filme que retrata a vida de Sam Childers, um ex-traficante que dedica a vida a resgatar crianças usadas como soldados no Sudão. O sujeito se dedica com paixão às crianças e acaba deixando um pouco de lado sua vida nos Estados Unidos, onde tem esposa e filha. Conhecido como “pastor da metralhadora”, ele não tem problema em pegar em armas para defender o que pensa.

No filme, Gerard Butler interpreta Sam Childers


Com direção de Marc Forster e lançado em 2011. O filme Redenção (Machine Gun Preacher, no original) é baseado em uma história real do ex-traficante e hoje Pastor Sam Childers, que após ter passado um período na prisão, veio a Cristo através de sua esposa e ficou impactado com a obra missionária na Uganda, onde foi chamado para trabalhar, inclusive criou escolas por lá, todavia ele é conhecido nos EUA como "Pastor Metralhadora", pois para defender as crianças da Uganda e Sudão de uma milicia sanguinária, chamada LRA - Exército  de Resistência do Senhor, uma seita que sequestra crianças para a luta armada, o pastor começou a preparar junto com o governo um pequeno exército para defender o seu orfanato.

O filme retrata bem a vida de um missionário, que fica longe da família, o stress continuo de ter que correr atrás de apoiadores para a obra missionária em diversas igrejas, o sentimento de impotência devido o tamanho desafio no qual foi chamado, enfim é uma grande obra cinematográfica que lida bem com o dilema do missionário. Ele também aborda um outro dilema sobre a auto-defesa contra os inimigos, um tema sensível para a igreja hoje, o pensamento de Sam Childers, é muito parecido com o teólogo luterano alemão Dietrich Bonhoeffer, que participava de um grupo na época do nazismo que pretendia matar Hitler.

Sam Childers

Na história real, Sam Childers é um verdadeiro exemplo de transformação na vida de um ser humano. Na infância devido ao seu comportamento, seu pai costumava de dizer “Rapaz, alguém vai matá-lo um dia desses!”. Durante sua adolescência Sam estava constantemente em brigas, vendendo drogas pesadas e dormindo com mulheres casadas. Foi durante essa fase de sua vida que ele conheceu Lynn, uma stripper, que mais tarde se tornaria sua esposa. Sam, assombrado pelas palavras de seu pai, tornou-se cada vez mais preocupado que ele ia ser morto por causa das drogas e, lentamente, começou a distanciar-se de sua antiga vida. Ele encontrou um emprego na construção e prosperou apesar de continuar seu vício em drogas e álcool. Enquanto isso, Lynn voltou para a Igreja que ela havia abandonado quando era adolescente.

Sam também procurou restabelecer seu relacionamento com Deus e começou a viver uma vida limpa. Lentamente, as coisas começaram a mudar para melhor. Eles tiveram a sua primeira filha e Sam começou seu próprio negócio de construção. Mal sabiam eles que o seu maior desafio ainda estava por vir. Sam pediu ao seu pastor a oportunidade de se juntar a um grupo de missionários que iriam ajudar a reparar casas danificadas no conflito na África. Em 1998, Sam chegou na aldeia de Yei, no Sudão do Sul. Durante uma visita a uma vila, Sam se deparou com o corpo de uma criança dilacerado por uma mina terrestre. Ele caiu de joelhos e fez uma promessa a Deus que iria fazer o que fosse necessário para ajudar o povo do Sul do Sudão.

Sam voltou para o Sudão vários meses depois, e para cumprir sua promessa ele se aventurou muito em todo o país a partir da cidade ocidental de Yei para as aldeias do leste de Boma. Ao passar a aldeia de Nimule, na fronteira com Uganda, Deus enviou-lhe uma mensagem:

Deus disse: “Eu quero que você construa um orfanato para as crianças. E eu quero que você o construa aqui.

Hoje anos depois do início da sua batalha,  o orfanato é o maior no sul do Sudão e já alimentou e abrigou mais de 1.000 crianças. Atualmente, mais de 200 crianças vivem no orfanato. Infelizmente ainda há muitas crianças sudanesas que sofrem e necessitam de resgate.

Se quiser saber mais, acesse o site oficial e pode até mesmo fazer uma doação! (clique aqui)

Quanto ao filme, é muito forte e emocionante. Temos a ótima atuação Gerard Butler, que virou uma cópia do próprio Sam Children quando mais jovem, pegando não só o sotaque (que de vez em quando ele vacila, mas é perdoável), como também o jeito de falar, andar e olhar para as pessoas. Vemos o sofrimento, a raiva, a frustração, a angústia e tudo que Sam Childrens sentiu quando vivenciou apenas olhando em seus olhos. Sam realmente entendeu o propósito de ser um cristão, ajudando e amando ao próximo, especialmente nesses tempos de intolerância que vivemos. Recomendo!
SHARE:

Um comentário

  1. Olá!
    Não tinha ouvido falar desse filme, mas depois da sua resenha me interessei. É tão incrível como as pessoas podem mudar para boas ou ruins, não é? É um bom exemplo a ser seguido, pois deve ser difícil ficar longe de tudo o que conhece, mas está fazendo o bem para muitas pessoas. É admirável!

    Abraços

    L de Saturno

    ResponderExcluir

Blog Layout Designed by pipdig