Para Ler, Ver e Ouvir!

segunda-feira, 29 de julho de 2019

Interativo Nº 16: Zapeando a TV

Decidi tirar um tempinho nesse final de semana e fazer esse post do Interativo de Nº 15 dando uma Zapeada pela televisão brasileira. Infelizmente foi se o tempo em que a televisão era sinônimo de qualidade e variedade. Tanto a televisão aberta e paga brasileira, sofrem da falta de qualidade e conteúdo nos programas vinculados. Poucas são os canais que investem em qualidade e trazem algo diferencial. É tudo sempre o mais do mesmo e eu vou mostrar isso direito através do post.

Acho que sempre gostei de assistir tevê, sempre gostei de zapear e ver o que estava rolando em cada um dos canais que eu pude ter acesso. Acho que a primeira vez que tive acesso a televisão paga foi em 2001, quando meu pai assinou a Sky Brasil, naquele tempo era algo de novo, porém um pouco caro, tanto é que poucos tinham. Atualmente continua caro até, para um serviço mediano que entregam aos consumidores (na minha opinião), porém mais pessoas tem acesso ao serviço, o que refletiu na mudança da programação vinculada dos canais, que se aproxima do que a TV aberta apresenta. Antigamente se via mais uma programação legendada, hoje é mais adaptada e totalmente dublada em nosso idioma visando atingir mais público.

Ilustração

A lista de numeração das principais operadoras de TV por assinatura começa sempre com os canais mais básicos da televisão aberta. Como a Rede Globo (em algum sinal de afiliada regional), SBT, RecordTV, Band, RedeTV! ambos os canais apresentam conteúdos interessantes, mas muita coisa de gosto duvidoso. Na televisão aberta temos alguns programas de diferentes estilos, do entretenimento assistencialista a jornalismo sensacionalista. Que coisa não?! Confesso que atualmente assisto pouqussimo a TV aberta do Brasil. O motivo? Não tem muito o que se aproveite. Atualmente a Band foi a emissora que eu mais assisti, devido aos programas O Aprendiz e MasterChef. Na TV aberta temos alguns canais que se sobressaem quando o assunto é filmes, um exemplo é a Rede Globo que ainda se dedica a exibir várias sessões de filmes durante sua programação. Ahhh bons tempos que eu acordava de madrugada e ligava na Globo ou no SBT e estavam exibindo algum filme de terror seguido de um filme infantil em plena 4h da manhã. Outro canal que chama a atenção atualmente é a Rede Brasil, canal que dedica suas madrugadas para exibir seriados clássicos como A Noviça Voadora, A Familia Addams, Mulher Maravilha, Batman e Robin. O ruim é que não tem horário fixo para nenhuma dessas atrações, todas ficavam rodadas na programação, podendo ser substituídas por algum merchan ou algum culto da Igreja Plenitude que aluga horários na grade da programação. Bom, seja como for, é bom ver essas séries esquecidas pelos canais a cabo que deveriam ser uma alternativa para essas produções. Não posso esquecer de mencionar os canais agrários. Os canais ''Novo Canal'', Canal do Boi, etc... dedicam sua programação a leilões e exibição de filmes de faroestes, os famosos western que eu particularmente gosto muito. Já assisti alguns e até que eu gostava de alguns títulos exibidos, ruim que eu esqueci o título de muitos que acompanhei lá.

Partindo para a TV paga brasileira, temos muita coisa de gosto mais duvidoso ainda. Programa de anões barraqueiros, pessoas obesas, seriados de comédia ruins (oi Multishow), acumuladores compulsivos, reality show de namoro fake, etc... é tanta coisa que não me surpreende a TV paga perder cada vez mais assinantes.

Uma geração nunca entende o gosto da outra, né? Concorda? Bom, eu realmente não entendo o que houve com os canais infantis, Cartoon Network desde que virou apenas ''CN'' se perdeu legal. Discovery Kids virou ''DK'' e limou todas as séries juvenis que exibiam no começo dos anos 2000, agora se dedica a exibir desenhos pré-escolar. Bom, nesse caso foi bom para eles, a audiência deles cresceu muito e atualmente se posiciona em #1 lugar na audiência. Disney Channel não dá pra falar, não assisto há anos, mas atualmente séries ruins e desenhos mais ruins ainda. Saudade do velho Disney Channel que usava as orelhas do Mickey como identidade. Seguido de Nickelodeon que continua com o mesmo estilo de programação desde sempre, mas para um outro público. Boomerang que já teve várias identidades e atualmente se parece um DK 2.0, poderia voltar a fazer jus ao seu nome e exibir clássicos. Mas parece isso temos o Tooncast que resgata o velho Cartoon Network lá dos tempos do começo dos anos 2000, exibindo vinhetas e produções que estiveram presentes na programação do velho Cartoon.

Sigo indo para os canais de filmes e séries. Temos os canais HBO que se sobressaem através da exibição de séries originais de altíssima qualidade e os canais Telecine que sobrevivem atraves de inúmeros filmes dos grandes estúdios e grandes estreias sempre aos sábados 22h, o mesmo horário da HBO. O mais legal é que podemos ter tanto o Telecine como a HBO sem precisar fazer assinatura da tevê, apenas assinando seus streamings. Sigo indo para a Warner Channel que assisti muito na minha adolescência, atualmente o canal exibe séries da rede The CW, na maioria séries da DC Comics e sitcoms como Two and a Half Men e Friends. Partindo para o Canal Sony, canal esse que já foi especialista em exibição de séries norte-americanas, atualmente se limita a exibir filmes e variedades, como programas de culinárias e reality shows. Depois temos o canal FOX que exibe filmes e Os Simpsons o dia inteiro praticamente. Os caras não dão folga para a família amarela. Depois temos o canal da Universal Pictures, que já teve vários nomes (USA TV, Universal Channel, Canal Universal, UniversalTV), que povo indeciso. Eles tentam se aproximar um pouco da programação do canal AXN, canal irmão do Sony e que exibe mais séries policiais. Temos também o Paramount Channel que atualmente exibe séries renomadas como The Handmaid Tales e filmes dos estúdios Paramount e nas madrugadas exibe bastantes clássicos, se sobressaindo de outros canais do gênero. Atualmente os canais de filmes assistidos são o TNT e Megapix. Além de filmes o TNT chega a exibir eventos como premiações de filmes como o Oscar, jogos de futebol, etc., temos também o TCM, um canal que só passa clássicos. De preferência hollywoodianos. E a qualidade é sempre boa (muitos filmes dublados, o que causa a rejeição de muitas pessoas, mesmo as dublagens sendo ótimas). Porém, atualmente anda abandonando sua proposta original e está exibindo muitas produções que facilmente podemos assistir em outros canais. Zapeando, zapeando... parei em Comedy Central, um canal que exibe conteúdo voltado para o humor (jura...), na maior parte do tempo exibe a série South Park, aquele das crianças precoces, professores duvidosos, policiais analfabetos, políticos corruptos, pais sem noção de nada e um garotinho que sempre bate as botas….precisa dizer mais? Bem vindo a South Park, a cidade mais puritana dos Estados Unidos (claaaro!) e lar de Stan, Kyle, Cartman e Kenny, os garotos mais endiabrados da história das animações. É exibido também My Wife and Kids e Everybody Hates Chris, séries que foram reprisados a exaustão no SBT e Record, respectivamente. Não posso esquecer de mencionar o canal de filmes brasileiro, o Canal Brasil que exibe 100% de filmes brasileiros e dedica sua madrugada a exibir as pornochanchadas dos anos 70 e 80, confesso que eu assisti algumas e até gostava (hahahaha).

Partindo para a qualidade, temos os canais Discovery que apresenta muita variedade, programas de culinária, documentário sobre o universo, o mundo, natureza, etc... e o meu favorito: O Investigação Discovery, canal do grupo que surgiu em 2012 e desde então eu me amarro muito na programação do canal, como o próprio nome sugere, é um canal focado desde investigações criminais até séries de crimes por dinheiro, vingança e mentes assassinas. Outro canal que surgiu um tempo atrás foi o Lifetime, em substituição ao Sony Spin (canal que eu até gostava e já comentei aqui no blog). O maior atrativo do Lifetime são os telefilmes exibidos, produções originais e que geralmente são filmes sobre assassinatos, autobiografias, celebridades que tiveram a vida conturbada, etc., e eu confesso que gosto. Além de exibir reality show de anões que brigam entre si, reality de danças e que mães brigam entre si para ver qual filha dança mais (sério...). Outro canal focado em entretenimento é o E!, canal esse que exibe 24h por dia o reality da família Kardashian que eu me orgulho de nunca ter assistido. Quem assiste? Onde moram? o que fazem? Tem gosto? Creio que não. Canal que já exibiu o ótimo E! True Hollywood Story que me amarrava demais e o Tabatha Takes Over, bons tempos.

Indo para canais que se dedicam a exibir conteúdo musical, temos a MTV (a Music Television) que só é Music no nome. Atualmente o canal exibe reality shows como Jersey Shore, Acapulco Shore, não-sei-o-que Shore e inúmeros reality shows com ''Shore'' no meio lá, esses realitys se resumem a muita pegação, bebedeira, namoro, briga e muita gritaria e ''pi'' na hora dos xingamentos. Além do Multishow que já foi até um canal interessante quando exibia séries em sua programação e prezava pela qualidade em sua programação. Atualmente a programação segue sucateada e tenta imitar a formula da velha MTV Brasil, aonde aposta em comédia e humor na programação. Porém, sabemos que humor/comédia é pra rir, certo? Pois é, eles esqueceram disso na hora da produção. As séries carregam piadas batidas, sem graça e sem nada... sabe aquela comida sem sal? Pois é. Partindo para realmente música, ainda sobrevivendo com ajuda de aparelhos, a VH1 Megahits resquícios da antiga VH1 no Brasil que exibe 24h de videoclipes, cada um com temática diferente para manter a programação organizada. Temos o BIS, canal que exibe conteúdo até legal, reunindo MPB, internacional e a música ruim de atualmente. Ufa! Bom, em uma era que o Youtube reina, quem ainda vive de assistir esses canais? Claro que nada substitui a velha mania de zapear e encontrar algo pra assistir ou um videoclipe que já esta rolando, né? Ahhh... os saudosistas.

Bom, posso parecer extremamente amargo e negativo contando um pouco dessa zapeada pela TV. Mas ainda da pra encontrar coisas interessantes para ver um dia que você está bastante cansado, né? Ou então dormir mesmo. Brincadeiras a parte, você pode ligar nos canais Discovery e encontrar realmente algo útil e produtivo de assistir. Na minha opinião, são canais realmente que valem a pena assistir. Em uma era que o streaming toma de conta oferecendo tudo com muita praticidade, a TV paga precisa rebolar para acompanhar isso e oferecer um conteúdo de qualidade a altura.

Em tempos que as pessoas não tem paciência mais para nada, você pode montar sua programação e escolher o que assistir na hora que quiser. É por isso que os canais a cabo estão se voltando para o streaming e lançando os aplicativos de seus canais, tudo de graça para quem já é assinante de TV paga. Assim você pode assistir todo o conteúdo vinculado em cada canal na hora que quiser (ponto para eles). Enfim... acho que já escrevi demais e estou cansado. É isso, depois faço outra zapeada e vejo o que comentar de mais positivo, pois esse post fui um pouco ácido, né? Rsrs. Até mais!
SHARE:

Um comentário

  1. E coloca ácido nisso. Eu quase não vejo TV mais também. Assisto à séries e vejo os streaming de novelas.
    Muito bom o post!
    Boa semana.

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    O blog JOVEM JORNALISTA está em HIATUS DE INVERNO, de 20 de julho à 29 de agosto. Mas nesse período comentaremos nos blogs amigos.

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir

Blog Layout Designed by pipdig