Para Ler, Ver e Ouvir!

segunda-feira, 29 de julho de 2019

Filme #121 – Bem-Vindo à Selva (The Rundown, 2003)

Balas, armas, ouro e um gato dourado.

Um incansável caçador de recompensas recebe uma nova incumbência: ir para a selva brasileira e achar o filho de um mafioso. Mas o interesse numa peça de ouro e as ações de um ambicioso homem da região atrapalham seus planos e complicam sua vida.

Beck (interpretado por Dwayne 'The Rock' Johnson) é um caçador de recompensas e que claro tem como função profissional cobrar dívidas atrasadas. Favorecido por sua aparência intimidadora e por métodos implacáveis de cobrança, seu único desejo é poder abandonar essa vida perigosa de cobrador de dívidas e abrir seu próprio restaurante. Ele também não gosta de usar armas e aceita qualquer trabalho sem fazer perguntas. Mas para poder realizar seu sonho, ele precisa realizar uma última tarefa: ele precisa viajar ao âmago da floresta amazônica e trazer de volta para casa Travis (interpretado por Seann William Scott), filho inconsequente de seu chefe, Walker. Mas o que já não era bom em teoria, piora quando surge em seu caminho um manda-chuva local Hatcher (interpretado por Christopher Walken) que gerencia um garimpo no meio da floresta e vê em Travis uma lucrativa oportunidade de ganhos, ao saber que o jovem tem pistas do paradeiro de uma relíquia de inestimável valor. Finalmente, ainda há um grupo de rebeldes que luta contra Hatcher e uma dona de bar, Mariana (interpretada por Rosario Dawson), que acabam também se metendo no meio de toda essa encrenca. Para sobreviver, Beck e Travis devem trabalhar juntos, sem que o seu afeto por uma misteriosa rebelde atrapalhe.

Bem-Vindo à Selva (The Rundown, 2003)

“Bem-Vindo à Selva” (The Rundown, no original) é um filme funciona super bem, trazendo boas cenas de ação e humor que permeiam a obra. Na prática tudo isso aí acima não é tão confuso quanto parece: o filme, de roteiro leve, combina aventura com ação, em lutas muito bem coreografadas por The Rock (e um uso não abusivo de cabos e efeitos especiais, o que garante certa credibilidade às cenas), e consegue surpreender com momentos engraçados e reviravoltas que, mesmo sendo clichês, são interessantes. Há momentos em que o filme fica cansativo, pelo menos até chegarmos em uma nova luta, onde The Rock novamente mostra a que veio.

Li muitas críticas sobre como o Brasil foi mostrado no filme. Só pra constar, o filme inicialmente seria gravado aqui mesmo, mas se não me engano, as locações foram no Havaí e sabem por que? Porque assim que a equipe de filmagem chegou, os traficantes de madeira da Amazônia os abordaram e ameaçaram de morte caso não saíssem de lá. Acho que já dá pra se ter uma ideia da nossa realidade e não adianta dizer que são só "estereótipos", porque SIM, isso FAZ parte da nossa realidade. No elenco temos o ótimo do Christopher Walken se divertindo como o vilão, a linda Rosario Dawson, o The Rock e o Sean William Scott, que querendo ou não, amigos, que fizeram uma ótima parceria. O filme tem umas tiradas bem engraçadas e uma fotografia muito bonita. Não é para ser levado a sério, é sentar, relaxar e se divertir com um bom filme. Enfim, assisto e me divirto desde sempre, tem um lugar especial pra ele no meu coração. Recomendo!
SHARE:

Um comentário

  1. Já ouvi falar sobre este filme mais ainda não assisti.
    Vou colocar na minha lista pois parece ser bastante interessante.

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Blog Layout Designed by pipdig