Para Ler, Ver e Ouvir!

segunda-feira, 29 de julho de 2019

Filme #119 – Van Helsing - O Caçador de Monstros (Van Helsing, 2004)

O único nome que todos temem

O caçador de monstros Gabriel Van Helsing é enviado pelo Vaticano em uma missão à Transilvânia para caçar o conde Drácula, acompanhado pelo frade Carl. Lá, ele se encontra com Anna Valerious, que também quer eliminar o infame vampiro.

Um dos filmes que marcaram minha infância, tenho o prazer de colocar aqui: Van Helsing: O Caçador de Monstros!

Van Helsing - O Caçador de Monstros (Van Helsing, 2004)

Um filme de Stephen Sommers. No filme grandes nomes do universo do terror do cinema e da literatura se juntam, com destaque para os filmes dos estúdios Universal nos anos 1930 e 1940: Drácula, Frankenstein, Lobisomem e, de quebra -- embora este, na realidade, tenha sido originalmente da Paramount -- Mr. Hyde, o monstro de "O Médico e o Monstro".

O Dr. Van Helsing (interpretado por Hugh Jackman) é um dos principais especialistas em monstros de sua época, no século XIX. Contratado pela Igreja Católica, ele parte para o leste europeu com a missão de eliminar o mais perigoso dos vampiros: o conde Drácula (interpretado por Richard Roxburgh). Ao seu lado ele terá a ajuda de Anna Valerious (interpretada por Kate Beckinsale), tendo ainda que enfrentar monstros como o lobisomem (interpretado por Will Kemp) e Frankenstein (interpretado por Shuler Hensley).

Acho que já assisti tantas vezes que cansei. E apesar dele estar classificado como um filme de terror, até hoje eu procuro cenas de terror nele. Acredito que fica mais entre fantasia e aventura do que terror propriamente dito. Ok, temos várias criaturas fantásticas como o Frankenstein, os lobisomens, vampiros e até uma pequena alusão ao médico e o monstro de Robert Louis Stevenson. 

Então somos apresentado a Van Helsing que recebe a missão de caçar Drácula. Nesse instante tudo parece dar errado, e somos levados a boa e velha Transilvânia. Durante a busca ele irá "lutar" contra Lobisomens, contra as noivas do Drácula (ele tem apenas 3), e encontrar ninguém menos que o Frankenstein. Claro que apesar de ser um filme "masculino" ainda temos uma pitada de romance para adoçar a obra. 

Preciso comentar sobre o elenco, Hugh Jackman tem uma ótima atuação de um herói 'fodão', que com a sua cara de mau ao mesmo tempo carismática, e aliada a um excelente figurino, contribui para a criação de um personagem legal, e bastante original – que tirando o nome, não tem nada haver com o notório doutor de Drácula, de Bram Stocker. Kate Beckinsale desempenha também bem o papel de par romântico para Van Helsing. Por outro lado Shuler Hensley, que é o molde sobre qual foi feito Frankenstein, também tem uma boa atuação, e resgata a alma do personagem dos livros – que não era mal, mas que vivia a procura de seu lugar no mundo – e Richard Roxburgh dá alma ao Drácula, um personagem irônico e divertido, muito melhor que dezenas de dráculas que o cinema já criou. As esposas de Drácula, também estão no filme, e resgatam bem a alma da luxúria que elas simbolizam, além de renderem boas cenas de porrada e tensão.

O cenário também é um ponto alto no filme, e mosteiros, vilas e florestas são bem ambientados, e rendem muitas boas cenas. A direção de arte é de encher os olhos. Com belíssimas locações em Paris e na República Checa, o filme tem um ar gótico perfeitamente coerente com seu tema, ambientação escura, guarda-roupa caprichado e efeitos especiais irregulares (ainda tem algumas criaturas digitais que se movem como o Hulk). Recomendo!
SHARE:

Um comentário

  1. Aaah esse é um dos meus filmes favoritos!! Tbm marcou a minha adolescência, pois enquanto todo mundo estava morrendo de amores por crepúsculo eu preferia assistir Van Helsing, Anjos da Noite e Blood the Last. Filmes maravilhosos que eu não canso de assistir 😄

    Adorei seu blog irei acompanhar suas postagens.

    Beijos 😘

    My Universe Otaku

    ResponderExcluir

Blog Layout Designed by pipdig