Para Ler, Ver e Ouvir!

quinta-feira, 25 de julho de 2019

Filme #108 – Voando Para Casa (Fly Away Home, 1996)

Depois da morte da mãe, com quem vivia na Nova Zelândia, Amy Alden vai para o Canadá morar com seu pai Thomas, que trabalha com um misto de escultor e inventor. Aos 13 anos, Amy tem dificuldades para se adaptar à nova vida. Até que encontra uma ninhada de gansos selvagens e se transforma numa verdadeira mamãe ganso. Mas os bichinhos crescem e precisam aprender a voar para que possam migrar no inverno. Amy e o pai então se unem e, a bordo de um ultraleve, os ensinam a voar e ganhar a liberdade.

Voando Para Casa 

Com direção de Carroll Ballard e lançado em 1996. No mesmo ano, foi indicado ao Oscar na categoria melhor cinematografia. Estrelando a ganhadora do oscar, Anna Paquin (de O Piano) e Jeff Daniels, este grandioso filme foi inspirado numa história da vida real. Quando um grupo imobiliário destrói a mata nativa perto de sua casa, Amy - uma garota de 14 anos- salva um ninho abandonado cheio de ovos de ganso e toma conta deles até que choquem.  A experiência dá certo e nascem vários filhotes de gansos selvagens. O problema é que eles são aves migratórias, que sem a mãe para guiá-los fica impossível que consigam chegar a floresta no verão. Quando os bichinhos começam a crescer, Amy e seu pai percebem que agora têm um problema. Como todos os gansos fazem, os filhotinhos precisam voar para o sul no inverno. Assim, Amy - como a madrasta dos gansinhos, precisa ensiná-los como voar para casa para se proteger do frio. A insistência da garota e a criatividade do pai serão fundamentais para fazer com que as pequenas aves cheguem ao destino.

Thomas constrói engenhocas voadoras com um mecânico amigo. Depois de várias tentativas, Thomas consegue fazer um ultraleve motorizado parecido com um ganso gigante. Amy assume a missão de ensinar os gansos a levantar vôo e migrar para o sul na estação fria. Pai, filha, gansos e uma caravana de curiosos viajam pela Costa Leste dos EUA para acompanhar a missão. É claro que enfrentam oficiais da força aérea, acontecem imprevistos, o tempo vira. Mas, depois, tudo acaba bem. Na primavera seguinte, todos os 16 gansos retornam com segurança à fazenda de Amy e Thomas por conta própria.

Voando Para Casa


Bill Lishman ensinando os pássaros a voar com ele,
que serviu de inspiração para o filme

O filme propõe a reparação da morte da mãe por Amy por meio do cuidado com os animais. Nesse sentido, é útil à criança, como exemplo de vida. Com uma fotografia bonita e um roteiro (Robert Rodat e Vince McKewin) baseado na vida do artista canadense Bill Lishman, que ensinou gansos a voar na vida real. O filme também é baseado na experiência do Dr. William JL Sladen , um zoólogo e aventureiro britânico, que ajudou Bill Lishman na migração. O longa traz temas desde a ecológica, salvacionista e o amor pelos animais.

Assisti no SBT há anos e nunca esqueci do filme. Sem dúvidas é uma história encantadora, uma trama original, é simpático e as atuações são excelentes e uma fotografia mais linda ainda. E por tratar de uma história real, fica ainda mais interessante de acompanhar. Além do filme abordar de uma maneira muito simpática, o amor das pessoas pelas aves e animais e principalmente, até que ponto elas chegam para tentar defendê-los e/ou ajudá-los como foi nesse caso. A relação entre pai e filha também é muito emocionante. Gostei muito da forma como o pai ganha a confiança da menina ao ajudá-la com os gansos.

Ainda temos a canção ''10,000 Miles'' de Mary Tracy Carpenter cantando uma balada linda, suave enquanto Amy atravessa no céu com os gansos. Sem dúvidas, Voando Para Casa é o filme que vai agradar toda a sua família, assim como me agradou!
SHARE:

Um comentário

  1. Não vi esse filme ainda, mas gostei da sinopse.
    Parece ser uma história bem bonita e pra toda família assim como você disse.
    Gostei da dica, adoro dicas de filmes :)

    https://www.heyimwiththeband.com.br/

    ResponderExcluir

Blog Layout Designed by pipdig