Para Ler, Ver e Ouvir!

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Filme #97 – O Pianista (The Pianist, 2002)

O famoso pianista polonês Wladyslaw Szpilman tenta sobreviver à tirania nazista durante a 2ª Guerra Mundial neste drama baseado em suas memórias. Assisti ao filme ''O Pianista'' há uns anos com meus pais. Decidi rever na Netflix pra fazer essa resenha. Um filme espetacular e que desde já recomendo a todos.

Lançado em 2002 com direção de Roman Polanski, o filme ''O Pianista'' conta a história real de Władysław Szpilman (1911-2000), baseado no livro homônimo, que contava suas memórias da sua sobrevivência em Varsóvia na guerra. 

O Pianista

O filme abre com cenas reais de Varsóvia em 1939. Tudo calmo e todos, cumprindo com seus deveres. A cena corta para o pianista, tocando uma música de Chopin. Tudo começa em Varsóvia, na Polônia, onde de fato houve o maior número de judeus mortos pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, de 1939 à 1944. Em torno da história verídica de um pianista judeu polonês, o filme relata exatamente a forma com a qual os nazistas os eliminavam.

Wladyslaw Szpilman (interpretado por Adrien Brody) é o personagem central da história, é obrigado a se retirar da cidade junto com toda a sua família e outros milhares de judeus poloneses a caminho de um bairro construído pelos nazistas, que os isolava do resto da população não judia de Varsóvia. Nesse mesmo bairro foi construído um muro para evitar que os judeus tivessem acesso ao resto da cidade. Mas antes disso, os judeus já eram bastante discriminados pelo alemães. Era proibida a entrada dos mesmos em parques, restaurantes e até em determinadas ruas. Até o banheiro que frequentavam não era utilizado pelos alemães, já que consideravam o povo judeu como um "povo sujo".

Após três anos convivendo no bairro, Szpilman viu sua família ser transferida junto com muitos outros judeus para um campo de concentração nazista de extermínio. Os nazistas os enganavam, dizendo que seriam todos transferidos para trabalharem, sendo que na verdade todos estavam sentenciados à morte.
O pianista foi escolhido por um dos soldados para permanecer em Varsóvia e trabalhar em construções para eles, junto com alguns outros 'sortudos'. Ao fim do dia de trabalho, os alemães escolhiam a dedo alguns judeus para serem mortos com um tiro na cabeça, isso para diminuir o número de judeus cada vez mais.

No decorrer do filme, Szpilman, numa forma desesperada de sobrevivência à perseguição nazista, se esconde em diversos prédios abandonados pela cidade devastada até que o conflito chegue ao fim. Numa das vistorias aos escombros, um dos nazistas, o capitão Wilm Hosenfeld (interpretado por Thomas Kretschmann) encontrou Szpilman no porão tentando abrir uma lata de mantimentos. O capitão o perguntou se ele era judeu e o que fazia antes do extermínio. Quando ele começou a tocar piano, Hosenfeld se sensibilizou e não comentou com os outros sobre o que viu. Sempre que podia, levava comida para o pianista e chegou até a lhe dar seu paletó da potência ariana.

Enfim, o filme é uma obra de arte obrigatória, a sua história e seus acontecimentos precisam ser vistos, precisam ser vivenciados por todos, para que possamos sentir o que foi aquele período para a humanidade. É impossível não se emocionar e não se impactar com tudo que está passando diante dos nossos olhos. As cenas possuem uma veracidade incrível, que chega a doer na alma. Recomendo!

The Pianist foi indicado a sete Oscars, incluindo na categorias de melhor filme e venceu nas categorias de Melhor diretor (Roman Polanski), melhor ator (Adrien Brody) e melhor roteiro adaptado (Ronald Harwood). O filme também ganhou outros prêmios, entre eles 2 BAFTAs, 6 Césars, e a Palma de Ouro. (Wikipédia)
SHARE:

4 comentários

Blog Layout Designed by pipdig