Falando Sobre Filme – #48: Hocus Pocus (1993) - O Planeta Alternativo: Um pouco disso, um pouco daquilo – e muita música!

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Falando Sobre Filme – #48: Hocus Pocus (1993)

Ei amigos! Depois de um breve período sem falar de filmes por aqui, tô de volta! É um conhecimento geral de que o mês de Outubro é o mês do Halloween. Pensando nisso, escolhi o filme um filme que é ideal para essa época.  Hocus Pocus (Abracadabra, no Brasil) se passa no Halloween, e fez parte da infância de boa parte das pessoas, pelo menos é o que eu acredito (mesmo o filme sendo de 1993 ─ dois anos antes de eu nascer ─ tive a oportunidade de conhecê-lo devido as exibições do filme no SBT e Globo.  Enfim, foi um marco na minha infância, tanto é que tenho até o DVD do filme na minha coleção pessoal.

Lançado em 1993 e dirigido por Kenny Ortega. O filme começa no ano de 1693, na cidade de Salém, onde três irmãs bruxas: Winifred "Winnie", Sarah e Mary Sanderson, estão atraindo crianças para poderem sugar a energia vitais delas, e ficando mais jovens. Uma garotinha chamada Emily acaba sendo atraída pelas bruxas, mas ela não saiu despercebida. Seu irmão mais velho, Thackery Binx, nota que sua irmã está indo em direção a casa das bruxas que fica na floresta, desse modo, ele a segue na tentativa de a salvar, mas Binx acaba chegando tarde demais e é obrigado a ver a sua irmã morrendo. E como se isso não fosse o bastante, as irmãs Sanderson acabam transformando Thackery em um gato preto, imortal e falante, devido uma ofensa que ele havia direcionado a elas.

Por uma questão de minutos, os aldeões da cidade não chegaram a tempo de ver o que aconteceu com Binx, sendo assim ele acabou sendo "declarado" como morto junto de sua irmã Emily. Como punição as irmãs Sanderson são sentenciadas a morte, mas antes de serem enforcadas, Winifred acaba lançando um feitiço capaz de fazer que elas voltem do mundo dos mortos quando um virgem acendesse a vela da chama negra. Sem meios de regressar para sua família, Thackery resolve usar a sua imortalidade para guardar a casa das bruxas na tentativa de impedir que alguém acenda a vela.

Hocus Pocus

No entanto, 300 anos após a morte de Winnie, Sarah e Mary, no ano de 1993 o feitiço que elas lançaram antes de serem enforcadas acabou se realizando. Apesar dos esforços de Binx, ele não consegue impedir Max Dennison (interpretado por Omri Katz), um adolescente que se mudou de Los Angeles para Salém, junto de seus pais e sua irmã mais nova Dani (interpretada por Thora Birch). Ele não estava com grandes expectativas para o Halloween daquele ano, mas ao se apaixonar por Allison (interpretada por Vinessa Shaw), uma jovem que adora o Dia das Bruxas e que possui um grande conhecimento das irmãs Sanderson, faz com que o rumo das coisas acabe mudando. Max, Dani e Allison se juntam e juntos vão há antiga casa das bruxas.

Os três acabam mexendo em vários objetos, e nesse momento Max acaba acendendo a vela da chama negra (mas antes foi atacado por um gato preto, o Binx) fazendo com que Winnie, Sarah e Mary acabem retornando do mundo dos mortos. Enquanto as irmãs Sanderson estão bolando um plano para sugarem as energias vitais das crianças e ficarem lindas e jovens para sempre, Max, Dani e Alisson tem de impedir que as bruxas acabem concretizando o plano do mal delas, mas não encontram ninguém que acredite na volta delas, assim como, as pessoas acham que as irmãs são apenas três velhotas que já estão muito velhas para o Halloween.

Hocus Pocus

Hocus Pocus é daqueles filmes que ficam marcados em nossa memória, celebra na perfeição o que o Halloween é para as crianças, diversão, doces e muita diversão. Ao mesmo tempo que consegue ser uma comédia divertida. Atualmente é um guilty pleasure, aquelas coisas que gostavamos na infância e agora adulto também curtimos, porém não vamos sair dizendo para todos (rsrs).

Enfim, um dos grandes triunfos desse filme é seus atores, tudo funciona. A atuação de Bette Midler, Sarah Jessica Parker e Kathy Najimy (nossas três bruxas) é um show. A dublagem brasileira é um prestígio também e merece ser destacada aqui. Ahhh um clássico inesquecível que merece ser assistido inúmeras vezes (eu já fiz isso, não sei quantas vezes já vi Abracadabra). Então, é Halloween e você já sabe qual filme ver. Doces ou travessuras? Até logo!

Um comentário: