Falando Sobre Filme – #43: The Giver (2014) - O Planeta Alternativo: Um pouco disso, um pouco daquilo – e muita música!

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Falando Sobre Filme – #43: The Giver (2014)

Protagonistas adolescentes, sociedade isolada… Esses são alguns elementos de boa parte dos filmes baseados em livros para jovens adultos nos útimos tempos.Várias adaptações de livros consagrados ganharam as telas do cinema, baseado na obra de Lois LowryO Doador de Memórias (no original The Giver). Um filme que leva a reflexão sobre o futuro da humanidade é o #43 do Falando Sobre Filme

Lançado em 2014 com direção de Phillip Noyce. Uma pequena comunidade vive em um mundo aparentemente ideal, sem doenças nem guerras, mas também sem sentimentos. Uma pessoa é encarregada a armazenar estas memórias, de forma a poupar os demais habitantes do sofrimento e também guiá-los com sua sabedoria. De tempos em tempos esta tarefa muda de mãos e agora cabe ao jovem Jonas (interpretado por Brenton Thwaites), que precisa passar por um duro treinamento para provar que é digno da responsabilidade.

The Giver

No começo do filme, somos levados a um futuro “ideal”. Um lugar onde as pessoas vivem sobre regras, tendo seus sentimentos controlados e sem o poder de escolha para todas as situações, como a profissão que vai seguir ao se formar, que é dada a você de acordo com suas características, quando ainda é jovem. Jonas então recebeu a missão de ser o futuro guardião das memórias da sociedade e, aprendendo a tarefa com o atual guardião, começa a descobrir as verdades sobre o passado da humanidade.

Interessante mencionar que a transição da mudança de vida de Jonas é que o filme vai mudando esteticamente no decorrer da história. Começando tudo em preto e branco e tudo começa a ganhar cores durante o aprendizado do protagonista. E esse é um dos pontos positivos do filme. Nas cenas das lembranças que o protagonista recebia, pensava acerca do ser humano: suas qualidades, defeitos, esperanças, anseios... tudo que envolve o campo das emoções, no final percebi que somos todos ligados por um laço invisível que conecta todas as nossas vidas, nos unindo nas adversidades, nos fortalecendo em meio as crises.

Apesar de não conhecer o livro, um outro ponto positivo ao meu ver foi o elenco escolhido. Meryl Streep, Jeff Bridges, Katie Holmes (eterna Joey de Dawson's Creek) e Alexander Skarsgard (para os fãs de True Blood) ajudam a atrair justamente quem não sabe tanto sobre o filme. E Meryl, mostra mais uma vez que é incrível e consegue fazer qualquer papel bem, esse filme é mais uma prova disso.

Não é um grande filme, mas eu gostei muito. Tem seus momentos e gera reflexões boas (a cena dos bebês gêmeos é ótima). Mostra o que nós somos, e como seríamos sem a nossa natureza de ter emoções e o poder da decisão. A forma como ele termina deixa o gosto de "quero mais", e de fato poderia ter mais continuações. Vejo positivamente o final, sendo que não temos um "final" exato, por isso muitos podem achar esse filme mediano. Mas assim, temos de abrir nossas mentes e criar nosso próprio final para este através de uma reflexão. Recomendo o filme.

8 comentários:

  1. Eu acho que já vi pedaços deste filme, mas nunca ele inteiro. Quero ainda assistir pois parece ser bem interessante..

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá, Walterlan.
    Eu acho que fui assistir com muitas expectativas para assistir esse filme e acabei achando ele bem fraco. Eu também não li o livro, mas quem leu disse que ele é bem diferente.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Lembro que assisti esse filme no cinema e gostei bastante. Eu só queria uma continuação.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Acho que nunca verei hahah

    https://clebereldridge.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Ainda não assisti a esse filme. Faz tempo que não assisto nenhum filme aliás :/
    E também não conheço nenhum desses atores além da Meryl Streep hahaha
    Tô desatualizada.

    https://heyimwiththeband.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o filme. Adorei a resenha.
    Bom restante de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Estamos de volta do hiatus!

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  7. Oi Walter, o elenco é de estrelas mesmo, UAU. Não é muito o meu tipo de filme, mas vou dar uma chance. Um abraço!

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia o filme mais achei a resenha interessante.

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    ResponderExcluir