Na Minha Playlist #170: Casting Crowns - Stained Glass Masquerade

Ei! #NaMinhaPlaylist de #170 mais uma vez com a excelente banda Casting Crowns, que é uma das minhas favoritas no gênero cristão contemporâneo. Bom, eles já estiveram aqui em outros posts, confira aqui

NA MINHA PLAYLIST DE #170 É: ''STAINED GLASS MASQUERADE'' DO CASTING CROWNS

Casting Crowns

O Casting Crowns começou em 2001 no ministério de jovens de uma igreja. A banda foi formada pelo pastor Mark Hall, que além de vocalista é compositor. O grupo de soft rock começou de forma independente, sem nenhum tipo de ambição.

Como dizem: "Tudo que começa com o  certo dá certo", maior confirmação que eles poderiam receber de Deus para continuar o projeto musical foi a cura de Mark Hall. O pastor da banda sofria de dislexia (distúrbio de memória que impacta a aprendizagem na área da leitura, escrita e soletração) desde a infância. 

Como uma extensão da igreja e com muitas experiências pessoais com Deus, o Casting Crowns realizava apresentações em Atlanta com o intuito de evangelizar jovens universitários até serem descobertos pela lenda da música cristã contemporânea, Steven Curtis Chapman.

A canção Stained Glass Masquerade faz parte do segundo álbum ''Lifesong'', lançado em 30 de agosto de 2005. O álbum venceu um Grammy Award na categoria "Best Pop/Contemporary Gospel Album".

Stained Glass Masquerade” trata da superficialidade do ser humano pós-moderno, que finge estar feliz em meio a todo o aparato falso e artificial de seu cotidiano. A falsidade dentro e fora da igreja é denunciada sem piedade nessa faixa. Vale a pena ouvir.


As músicas de Casting Crowns se adaptam ao dia-a-dia do cristão atual e tenta resgatar, mesmo em meio a tantas “ideologias”, o verdadeiro evangelho tão esquecido e negligenciado pelas “igrejas da moda” e pela geração “Fast-Food”.  Até mais!

0 comentários:

Postar um comentário

Siga no Instagram