Para Ler, Ver e Ouvir!

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Filme #27 – Shiloh 2: Amigos Para Sempre (Shiloh 2 - Shiloh Season, 1999)

Oi! Mais um post de filme essa vez com Shiloh 2: Shiloh Season ou Shiloh 2: Amigos Para Sempre (título no Brasil). Trata-se de um filme que marcou minha infância e decidi rever dia desses e quero compartilhar aqui o filme que traz uma ótima mensagem.

Com direção de Sandy Tung. O filme é uma sequência dos eventos ocorridos no filme Shiloh (1996). Nesse segundo filme de 1999, a amizade entre Marty e o cãozinho Shiloh está novamente em perigo, depois que o rancoroso Sr. Judd está querendo de volta seu antigo animal. Mas somente a amizade entre o garoto e o pequeno beagle vai provar que o homem sem coração está errado.

Shiloh 2: Shiloh Season

Em ''Shiloh 2: Amigas Para Sempre'' traz os mesmos personagens e de certa forma os mesmos problemas do primeiro filme, mas leva a mensagem final um pouco mais longe. O primeiro filme focou em um menino que acaba adotando um cachorro (Shiloh) e que quer protegê-lo de seu cruel dono - mesmo que isso signifique mentir para seus pais. Já no segundo filme foca como as pessoas podem ser cruéis e como você pode fazer para ajudá-las a se redimir.

Ambos os filmes são baseados no romance de Phyllis Reynods Naylor, com questões éticas difíceis com as quais as crianças acabam identificando. O cachorro de um menino inspira um amor único e de proteção, e se o menino acha que os adultos (até mesmo seus pais) podem ser uma ameaça para o cãozinho, ele instintivamente fará o que puder para protegê-lo, até mesmo mentir. Não é mesmo?

Quem vai dizer que ele está errado? Sim, ''mentir'' é errado, mas e se for a única opção a sua disposição para proteger alguém que depende de você? Sinceramente eu não acharia legal meu filho trair seu cãozinho. Por outro lado, eu não acho que o deixaria saber disso, deixaria que ele descobrisse de outras maneiras, às vezes pais e filhos têm que conhecer essas peças de paixão para aprender lições que são mais profundas do que palavras.

Shiloh 2: Shiloh Season

''Shiloh 2" ocorre mais uma vez em uma área rural isolada, povoada apenas pelos Prestons, seu vizinho alcoólatra Judd Travers e os amigos próximos. Mais uma vez Marty Preston (agora sob interpretação de Zachary Browne) à beira da adolescência, conseguiu comprar o cachorro Shiloh, do senhor Judd Travers (interpretado por Scott Wilson, de The Walking Dead). Isso agrada seu pai e sua mãe (interpretados por Michael Moriarty e Ann Dowd). Os problemas no segundo filme são causados pelo mal comportamento do sr Judd. Muita bebida, caçando fora de temporada e invadindo terras dos Prestons. E alguém está provocando ele - arranhando seu carro, derrubando sua caixa de correio, libertando os cachorros restantes. Quem pode ser? Há uma linha de diálogo que nos dá uma boa ideia, mas o Judd acha que é o Marty. Isso leva a vários confrontos entre o caçador e o pai de Marty. Depois, há algumas emergências - uma séria, uma de alarme falso - e Shiloh desempenha um papel nas duas vezes.

Scott Wilson mais uma vez traz uma humanidade para o papel complicado de Judd Travers, que é um ser patético. Sim, ele faz mal aos seus cãos, principalmente quando era dono de Shiloh, se tornando nesse segundo filme um homem solitário e vivendo na pobreza.

Enfim, no geral o filme Shiloh 2 passa uma mensagem positiva e que é preciso ser ensinado a ser gentil as crianças e que pessoas cheias de ódio e rancor podem sim ser curadas pelo poder da bondade. O filme marcou minha infância, tanto é que comprei o DVD para minha coleção. Inesquecível.

Para encerrar o post, a canção tema do filme.


''I Just Needed A Friend'' por Rita Coolidge.

Fico por aqui! Até a próxima meus amigos.
SHARE:

2 comentários

  1. Não tinha ouvido falar desse filme ainda, Walterlan. Gostei da resenha.
    Boa semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  2. Tanto tempo procuro algum lugar que tenha o filme (já que perdi a chance de comprar) e me deparei com esse site que, querendo ou não, me saciou um pouco das boas lembranças que o primeiro e segundo filme me trouxeram nas boas e velhas épocas da tarde. Obrigado pelo incrível texto e toque que trouxe, certamente me deixou com vontade de ter um para mim também!

    ResponderExcluir

Blog Layout Designed by pipdig