As Interpretações dos Sonhos - O Planeta Alternativo: Um pouco disso, um pouco daquilo – e muita música!

terça-feira, 10 de abril de 2018

As Interpretações dos Sonhos

Os sonhos são um dos grandes mistérios da mente humana. Eles preenchem cerca de duas horas de cada uma das nossas noites de sono – quer lembremos ou não – e ninguém sabe explicar bem o porquê.

O que se sabe é que a maior parte dos sonhos ocorre durante a fase de sono REM (rapid eye movement), em que o corpo está paralisado mas a atividade cerebral é muito similar à de quando estamos acordados. Há, porém, uma diferença crucial: o córtex pré-frontal, responsável por planejamento, pensamento lógico e autocontrole, está praticamente inativo durante esta fase do sono.

Isso significa que as outras áreas do cérebro estão livres para interagir sem fiscalização. Com o pensamento racional inibido, lembranças da infância se misturam com um sentimento do dia anterior em um cenário do filme que você estava assistindo antes de dormir. Situações bizarras, ilógicas e desorganizadas surgem durante o sono.

As interpretações dos sonhos

Nossos sonhos podem até não fazer muito sentido, mas isso não quer dizer que eles não tenham uma função. Em uma de suas obras mais famosas, A Interpretação dos Sonhos, de 1900, Sigmund Freud defende que eles sejam uma forma que o inconsciente encontrou de satisfazer desejos reprimidos. Para o psicanalista, esses desejos estariam quase sempre disfarçados, expressos através de símbolos – o que explicaria os pesadelos. Em 1953, com a descoberta do sono REM, os sonhos passaram a ser estudados em laboratório e várias novas hipóteses foram elaboradas.

Ernest Hartmann, professor de psiquiatria na Tufts University, estudou os diários de sonhos de pessoas que haviam passado por experiências dolorosas. Ele percebeu que pesadelos e sonhos intensos, como o de estar sendo varrido por uma onda gigante, são mais frequentes após um trauma e que, com o passar do tempo, vão sendo gradualmente substituídos por temas mais banais.

O pesquisador explicou que “o sonho parece estar de alguma forma ‘conectando’ ou ‘tecendo’ o novo material na mente, o que sugere uma possível função. A curto prazo, fazer essas conexões diminui o distúrbio emocional e a ansiedade. A longo prazo, o conteúdo traumático é associado com outras partes do sistema de memória e acaba não sendo mais algo tão único ou extremo – então da próxima vez que algo similar ocorrer, as conexões já estarão presentes e o evento não será tão traumático”. Como uma vacina.

Paul McCartney conta que um belo dia ele acordou de um sonho com uma melodia na cabeça. Então levantou-se, foi até o piano, e compôs Yesterday. Diversas pessoas ao redor do globo tiveram revelações durante o sono ou afirmam ter sonhado com pessoas jamais vistas antes. Mas quem sabe? Inúmeras outras hipóteses tentam explicar por que sonhamos. Talvez todas estejam erradas, talvez em cada uma delas haja algo de verdadeiro. Provavelmente não há uma resposta só – afinal, se o cérebro humano fosse tão simples que pudéssemos entendê-lo, seríamos tão simples que não o entenderíamos (Emerson M. Pugh).

Texto originalmente postado de Universo Racionalista.

10 comentários:

  1. Se fosse interpretar os meus sonhos acho que ainda dava em doido :)))

    ResponderExcluir
  2. Prefiro não interpretar os meus sonhos. Morria de susto, lol
    .
    * Amor sonhado nas ondas do entardecer *
    .
    Um dia feliz-

    ResponderExcluir
  3. Adorei a discussão desse tema. Os sonhos são um mistério mesmo.
    Bom restante de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  4. Eu já ouvi dizer que as pessoas estranhas que vimos em nossos sonhos são pessoas que a gente realmente já viu em alguma momento de nossa vida, nem que seja na rua, mas o nosso inconsciente ficou com imagem daquele pessoa e usará alguma dia em algum de nossos sonhos, louco né?
    Acho muito bacana essa coisa de sonho, mas não acredito que tenham um significado ou porque, acho que seja apenas nossa imaginação.

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também já vi algo a respeito disso. Nosso subconsciente acaba registrando tudo. Bem lembrado! ;D

      Excluir
  5. Eu tendo a ter essa visão freudiana, de que os sonhos são desejos reprimidos ou fatias de informação desconexas que podem ser interpretados (psicanalísticamente falando, claro). E eu sonho DEMAIS todas as noites, então... Complicado interpretar e re-significar tudo. Hahaha! Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Acredito que existem sonhos que são só sonhos mesmo, mas existem alguns que tem significados sim e alguns são até um alerta para algo que vai acontecer.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser mesmo, tipo há aqueles sonhos/pesadelos resultado de uma noitada de muita comida pesada e há aqueles sonhos mesmos que pode representar algo espiritual em nossa vida. Pelo menos eu acredito assim.

      Excluir
  7. Nossa, eu tenho uns sonhos meio premeditórios desde pequena hahahaha
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir